(Fechar X)
Promoção Produtos Importados Br
Projeto Pornô
Publicidade1
Projeto Pornô
   
Comprar Produtos Adultos Importados (Embalagem Discreta)
Home
Vídeos
Fotos
Artigos
Contos Eróticos
Anuncie Anuncie
Parceria Parceria
Home   

Contos Eróticos

  

Lésbicas

Contos Eróticos  

Não aguentei e agarrei minha melhor amiga!

  Tamanho da Fonte:
Diminui Tamanho Fonte -    Aumenta Tamanho Fonte+
Imprimir Imprimir

Olá, meu nome é Lívia e vou contar como acabei casando com minha melhor amiga, a história é longa e detalhada, mas muito quente e apaixonante, espero que gostem!

Bom, desde novinha eu já sabia que não era igual todas as outras meninas, sempre fui bem feminina e vaidosa, mas não curtia muito os papos que envolviam meninos. Quando fiz 15 anos conheci uma menina por quem me apaixonei perdidamente, Victória era linda e atraente, não só eu como quase todos os meninos (e algumas outras meninas também) gostavamos dela. Mesmo sem notar comecei a querer ficar cada vez mais perto dela e sem proposito passei a ser a melhor amiga de Victória, ao passar do tempo meu amor por ela só crescia, mas meu medo de trocar a amizade dela por uma incerteza não me deixava declarar-me.

Passaram-se 3 anos e meus sentimentos continuavam os mesmos, mesmo eu fazendo de tudo para mudá-los! Passado esse tempo todo eu fui aprendendo sobre a vida e começando a me aceitar mais, não conseguia mais guardar aquele romance só para mim. Então em uma de nossas noites do pijama, quando eu ia dormir na casa dela ou vice-versa, foi quando tudo aconteceu.

Depois de sairmos com nossos amigos para um barzinho da Augusta, fui dormir na casa dela como já haviamos combinado. Os pais dela eram separados e sempre a mãe de Victória saia para se divertir com as amigas e deixava os filhos sozinhos, como se tratava de sabado a noite nem mesmo os irmãos dela estavam em casa! Chegando no apartamento dela decidimos que tomariamos um banho e depois fariamos uma sessão de filmes na sala, então resolvi tomar banho primeiro, porém logo que terminei meu banho notei que tinha esquecido de pedir uma toalha para Victória então tive que gritar por ela. Ela veio me trazer a toalha e já foi logo entrando no banheiro, começou a despir-se para entrar no chuveiro e encostando seu corpo nu no meu, que estava no caminho, ela foi abrindo a ducha, fiquei morrendo de tesão e de vontade de agarra-la, a Victória sempre fazia esse tipo de coisa, sempre me tentando, as vezes tinha certeza de que era de propósito, as vezes achava até que era isso que ela queria também! Sem fazer nada, mais uma vez, me auto-frustando como de costume, sai do banheiro e me troquei no quarto dela, sempre que podia levava uns pijaminhas bem coladinhos para provocá-la.

Fui para a sala preparar os nossos filminhos. Enquanto eu estourava pipoca ela entrou na cozinha e eu pude ver o pijama novo que ela usava, naquele momento eu parei e não pude controlar minha reação de desejo e soltei um: Uauuuu! Ela estava sensacional com um micro shorts que deixava a poupa da bunda para fora e uma blusinha curta e larguinha que deixava parecer sua barriguinha linda, ela era uma delicia! Nesse momento ela deu uma piscadinha para mim e me chamou de vadia! (sempre trocavamos apelidos carinhosos como esse rs ^^) Quando ela disse isso não consegui me conter e cheguei bem perto dela, ela foi andando para trás encostando na parede, prendi as mãos dela contra a parede, cheguei bem perto da boca dela e perguntei:

- como é que é?

Ela dando uma risadinha maliciosa repetiu:

- Vadia!

Com o corpo totalmente arrepiado de tanto desejo de beijá-la falei:

- Não me provoca Dona Victória! Não me provoca!

Ela deu outra risadinha e se soltou das minhas mãos indo para a sala, fiquei imóvel, não aguentava mais sempre aquele mesmo chove não molha!

Peguei a pipoca e fui para a sala também, chegando lá, Victória estava deitada de barriga para baixo no sofá com aquela bundinha arrebitada para cima, aquele shorts era demais! Ela virou a cabeça para mim e pediu:

- Me faz uma massagem? Você me deve uma. (sempre trocavamos massagens)

Claro que não pude negar né! Sentei ao lado daquele corpo escultural e comecei a massagear as costas dela, a posição estava meio ruim então coloquei uma de minhas pernas do outro lado dela de forma que fiquei sentada em cima daquela bundinha linda e durinha, enquanto eu massageava ela, passando as mãos delicadamento por todo seu corpo ela gemia demais e dava umas risadinhas, ela queria me deixar louca mesmo, estava suando de tanto tesão por ela, não conseguia me conter então a massagem ia ficando cada vez mais intensa e eu já começava a me esfregar naquela bundinha maravilhosa, meu deus que delicia, já estava de olhos fechados quado ela interrompeu a massagem levantando e dizendo que ia pegar uns cobertores para gente assistir os filmes!

Mas nessa hora eu não aguentei, quando ela estava saindo eu levantei do sofá agarrei a mão dela e sem falar nada empurrei ela na parede e comecei a beijá-la. Enquanto uma de minhas mãos trazia sua cintura para mais perto de mim com a outra eu ia apalpando aqueles peitos macios dela, percebi que ela estava relutante no começo mas o desejo era maior, fui beijando o pescoço dela e fui encostando a mão que antes a envolvia na parede para nos dar mais equilibrio enquanto ela numa ação de puro tesão pegou minha mão que massageava seus peitos e foi descendo direto para sua bucetinha, ela conduzia minha mão para satisfazê-la, eu a beijava enquanto ela ordenava o ritmo que meus dedos a tocavam, que quentinha e molhadinha que ela estava, ofegante saiu dela as primeiras palavras:

- Me fode Lívia!

Que calor que estava aquela sala, enquanto eu estocava meus dois dedos nela iamos nos beijando entre gemidos e gritinhos de prazer, nossos corpos pediam mais, o grelinho dela já estava durinho e ela tava toda meladinha, sempre que afastava um pouco minha mão dela, seu quadril vinha para frente como se pedindo mais, e eu dava! Ela tirou minha mão de dentro do seu shorts e me agarrando fortemente foi me levando em direção ao sofá! Ela me jogou no sofá de modo que eu cai sentada com meus cotovelos me apoinhando, ela subiu em cima de mim e começamos os malhos, ela me beijava intensamente. Se afastando um pouco foi tirando aquela blusinha minuscula e mostrando o par de peitos mais perfeitos que podem existir, sem outra reação fui direto com a boca neles agarrando-a pela cintura e me deleitando em seus seios, lambia tudo com vontade e ela jogava a cabeça para trás e gemia da maneira mais excitante que se pode imaginar, aquela voz delicada e safada ao mesmo tempo, aquele rostinho de tesão. Excitada ela mordia os lábios enquanto eu levenmente mordia aquele biquinho durinho do peito dela. Trocando de posição deitei-a no sofá e tirei minha blusinha do pijama, eu estava louca para chupá-la, para sentir o sabor dela na minha boca!

- Falei para você não me provocar sua gostosa! - não contive o elogio, ela era gostosa demais!

- Tá valendo a pena ter provocado, vadia!

Rapidamente fui tirando o shorts dela e junto sua calcinha, foi então que me deparei com aquela bucetinha linda, lisinha. Olhei para ela com cara de malicia e ela retribuindo a espressão me puxou com as pernas para que eu a beijasse, enquanto nos beijavamos eu ia fazendo pressão nela com minha coxa, ela se esfregava intensamente em mim, ela queria ser tocada!

Lentamente fui descendo pelo seu corpo, beijando e lambendo cada parte daquele monumento, aquela barriguinha, aquelas coxas grossas, bem devagar fui lambendo sua virilia, e ela rebolava e mexia o quadril querendo que seus grandes labios se encontrassem com a minha boca, quando dei a primeira lambiada naquela bucetinha molhada meu mundo parou e a Victória só conseguiu soltar um:

- Issoo!

Comecei a chupa-la com vontade enquantos seus gemidos agora passavam para um volume mais alto, ela suava muito e segurava minha cabeça no meio de suas pernas, eu ia lambendo e e chupando aquele grelinho enquanto penetrava ela com os meus dedos. Ela mexia os quadris mais e mais, seu gosto era maravilhoso, seu cheiro era envolvente, ela derramava aquele liquido em mim. Sai do meio das pernas dela. Enquanto tirava meu shorts beijeiva-a com paixão, tirei minha calcinha e abrindo as pernas fui transpassando-as nas dela até que nossas bucetinhas se tocaram, eu estava toda molhadinha de tanto tesão e assim começamos um esfrega esfrega muito gostoso, em pouco tempo ela gozou em mim e eu não pude aguentar e gozei nela também, nossos sucos se misturavam e a gente se beijava. Ela me deitou e começou a me lamber, foi a sensação mais incrivel que já vivi, meus olhos se fechavam teimosamente e eu não conseguia controlar meus gritos, passava minha perna pelas costas dela enquanto ela me chupava e me penetrava com aquela lingua quente, meu deus eu estava nos céus, ela apertava meus seios e eu pressionava mais a cabeça dela contra mim. Eu não sabia o que fazer, o prazer era tanto que meus gemidos eram urros de tesão, peguei uma almoçada para morder e diminuir o volume incontrolável dos meus gritos, assim com uma de suas penetradas em mim gozei de novo, ela tomou todo o meu suco e olhando para mim fez a cara de malicia mais linda que eu já vi, com a boca toda melada do meu mel. Veio sedutoramente me beijar e eu pude sentir meu gosto. Estavamos exaustas.

Assim ela se aconchegou nos meus braços deitando seu corpo no meu. Então tomei coragem para falar o que estava guardado dentro de mim ha anos:

- Hey Vic... Te amo! Você é maravilhosa!
Ela levantou os olhos, olhou bem para mim e depois de uma pequena pausa ela falou:

- Foi perfeito! A propósito sempre te amei só você não percebia! - deu um beijo no meu queixo e se deitou em mim novamente, meu coração se alegrou de maneira que jamais poderei explicar! Foi assim que descobri que ela também gostava de mim.

Ficamos deitadas no sofá por um tempo, depois recolhemos nossas roupas e dormimos abraçadinhas na cama dela, foi demais!

Depois desse dia nos assumimos para nossos amigos e familia e começamos um namoro, hoje, dez anos depois desse acontecimento posso dizer a vocês que sou a pessoa mais feliz desse mundo por tê-la ainda ao meu lado e por poder chamá-la de esposa e divir minha vida com ela, nossas transas continuam sendo quentes e apaixonantes e não tem um dia que eu não agradeça por ela estar comigo!

Bom espero que tenham gostado da minha história de amor! Beijos a todos!

Lívia ;3

Autor: Lívia Duarte
Fonte: contosonline.com.br
O patrão ficou maluco!
Cupom de desconto do novo parceiro do ProjetoPornô: P10D2AAP
Acesse www.produtosimportadosbr.com.br e aproveite o nosso desconto!


views 4330


tags:

lésbicas 

meninas 

garotas 

safadas 

gostosas 

pornô 

melhor 

amiga 

bunda 

xoxota 

lesbians 




Novidades:




  Contos Eróticos Relacionados

Minha amiga se tornou minha amante

Eu a beijava, passava a língua em toda a extensão de sua...

views 2106

Assisti minha Mulher transar com uma Negra

Deitou-se sobre a minha mulher e começou a beijá-la, as duas ficaram se beijando e se acariciando por um tempo, até...

views 3840

Minha mulher devorada por uma loira

Me chamou a atenção uma mulher bem malhada que tendia a ser masculina, porem ainda detinha um...

views 5327

Eu e minha amiga fodendo com meu marido :D

Gozei gostoso na boca daquela safada. Depois começamos a chupar o pau dele, primeiro eu, depois ela...

views 5125

Eu amo o cheirinho da minha nininha

Eu não aguentava mais apenas olhar aquele bumbum redondinho e carnudo passeando na minha...

views 4621
 
 
Parceiros & Links Recomendados Recomendados!

1. 2. 3. 4. 5.
6. 7. 8. 9. 10.
11. 12. 13. 14. 15.
16. 17. 18. 19. 20.
21. 22. 23. 24. 25.
26. 27. 28. 29. 30.
31. 32. 33. 34. 35.
Videos De Putaria     KiNovinhas     http://www.rodiziodegatas.net/     CNN Sexo     xvideos porno     Novinha Tesuda

> Xvideos Pornos        > Só Putinhas        > Brasileiras Putas        > Mulheres a foder

> Comendo sua Mãe        > Gatas Quentes        > Portal da Putaria        VAZOU NO WHATSAPP


*ATENÇÃO: Clique aqui para entrar em contato conosco para denunciar um site acima que tenha conteúdo ilegal/malicioso ou contaminado!
> Clique Aqui e cadastre-se para se tornar um Parceiro do Projeto Pornô® <
 
 
    porno     pornô     videos porno     fotos eroticas     sexologia     contos eroticos     gostosas     novinhas

    amadora     xoxota     buceta     atriz porno famosa     sexo oral     bunda     traição     bundas

    xoxota     sexo oral     putaria     bucetas     porno    bucetinhas    contos eróticos
 
Violência Contra a Mulher: DENUNCIE! Todos Contra a Pedofilia!
Site Proibido Para Menores de 18 anos! Site Proibido Para
Menores de 18 anos!
Copyright © ProjetoPorno.com.br, Todos Direitos Reservados  -  Contato   Retirar Conteúdo
Melhor Visualizado na resolução: 1024 x 768 px.