(Fechar X)
Promoção Produtos Importados Br
Projeto Pornô
Publicidade1
Projeto Pornô
   
Comprar Produtos Adultos Importados (Embalagem Discreta)
Home
Vídeos
Fotos
Artigos
Contos Eróticos
Anuncie Anuncie
Parceria Parceria
Home   

Contos Eróticos

  

Orgias

Contos Eróticos  

MINHAS AMIGAS BISEXUAIS

  Tamanho da Fonte:
Diminui Tamanho Fonte -    Aumenta Tamanho Fonte+
Imprimir Imprimir

MINHAS AMIGAS BISEXUAIS
Fonte Foto: freeamateur.org
O que vou contar aconteceu comigo verdadeira e intensamente no último ano. Sou um rapaz de 21 anos, normal, mas abençoado por poder desfrutar de prazeres tão intensos como os que relatarei a seguir. Faz quase 4 anos que namoro com uma loira linda que me satisfaz completamente, como todo homem, a fidelidade não é uma de minhas virtudes e em meados de 97 comecei a me dedicar a conquista de uma nova mulher que já a muito tempo me fascinava. Que fique registrado aqui que até esta data, Greice não constumava sair para curtir a noite tanto quanto hoje, seu circulo de amigos aumentou juntamente com o seu conceito de Mulher Gostosa junto as pessoas que nos rodeiam.

Eu já havia ouvido alguns comentários sobre seus gostos sexuais mas minha intuição me dizia muito mais a respeito dela. Com muito custo conquistei-a, a tarefa não foi fácil, pois entrar na vida de uma quase lésbica (isso que ela era quando a conheci) exige muita sensibilidade. Minha mente delirava no momento em que ela me confessou seus gostos sexuais, estava sendo consumido pelo desejo de possuir ser chupado pela boquinha que em tantos outros momentos já havia chupado uma bucetinha (ela já tinha uma namorada a 3 anos), beija-la já me levava ao céu. Nossos encontros eram esporádicos e as escondidas, não por minha namorada, que mora em outra cidade, mas pela dela, que alem de ser muito ciumenta mora em nossa cidade, mas eu já sabia que ela também tinha outros casos e um deles era uma amiga nossa, Mila trabalhava com Greice na Farmácia, ela era uma menina muito miudinha e minha prima por parte de meu tio (desquitado) conversávamos muito sobre sexo em nossos encontros no bar de um amigo nosso, sempre regado a muitas cervejas.

Em um certo Domingo, após eu ter vindo de viagem da casa de minha namorada, onde só pude come-la no Domingo de manhã as escondidas na garagem, uma das melhores transas nossa na casa dela, fui ao Bar deste meu amigo onde encontre Greice e Mila Começamos a conversar e entre uma gelada e outra mergulhamos em assuntos sensuais derepente pintou a idéia: será que eu conseguiria transar com duas mulheres ao mesmo tempo? Eu ainda não havia transado com Greice que era virgem (nunca transara com homens), elas se olharam, riram e como já eram intimas, para elas era muito mais fácil, Mila levantou-se e disse: Vamos sair daqui então !!. Vendo que estava prestes a viver uma fantasia desejada por 11 em cada 10 homens, minhas adrenalina subiu a mil e meu coração batia descompasadamente, não sei se da excitação ou do medo de ser devorados por aquelas duas Deusas. Levei-as até a empresa da minha família, em que trabalho, e no micro da minha sala pus um vídeo pornô lésbico, deixei-as a sós mas não rolou clima, então decidimos ir embora, meio desolado, no meio do caminho já achava que tinha dado tudo errado quando Greice disse: Já viste duas mulheres se beijando, ao vivo!!, meu coração pulou e disse que nunca vira tal cena, então Mila, que estava no banco de trás, esticou-se e beijou Greice, não me contive e parei o carro para poder apreciar a cena que instantaneamente enrijecei meu pau, foi demais. Levei-as para um estrada deserta perto de um bambual, lá pedi para ver a cena do beijo novamente e não deu outra, entrei no meio daquele beijo molhado e barulhento, nos beijávamos a três e a partir deste momento não consigo recordar corretamente a ordem dos fatos pois o tesão e o álcool no sangue desnortearam minha mente de tal forma que perdi a noção de tempo não demorou para que eu estivesse sem calças e Greice me chupando o cacete que no momento estava duro como pedra enquanto Mila me beijava docemente. O único pau que Greice já havia beijado na vida era o meu e ela o fazia doce e suavemente, com sua boca quente e muito úmida, cada vez que ela me engolia eu sentia meu pau pulsar, louco para explodir em gozo dentro de sua boca, aliado a isto estavam as mão de Mila me percorrendo o corpo enquanto me beijava, tirei a blusa de Greice e beijei-lhe os peitos, são sua parte mais sensível, ele é capaz de gozar apenas recebendo caricias, beijinhos e mordiscadas nos biquinhos, que são muito grandes, enquanto me deliciava lambendo lascivamente o corpo de Greice, ela e Mila se beijavam e trocavam carícias, logo estava com o rosto entre suas pernas e podia sentir o forte cheiro de sexo exalando de sua xaninha seus ralos cabelinhos castanhos só aumentavam minha vontade de devora-la. Abri bem suas pernas, para minimizar o desconforto de estar dentro do carro, e facilitar meu serviço, lambi seus grandes lábios abrindo-os com minha língua, acumulei bastante saliva na língua para então ensopar seu clitóris, sugando e envolvendo-o com minha língua e lábios, Mila percebera o tesão da amiga se acumulando, intensificou seus beijos, levou sua mão até meus cabelos e forçava meu rosto contra a vulva completamente ensopada de Greice.

Greice pediu que eu parasse, ela não tinha gozado ainda, aproveitei para esticar as pernas e deitar ao lado de Mila. Greice então começou novamente a me chupar e logo ela sugeriu a Mila: “tente, pode chupar, é gostoso” e riam de si mesmas, e eu lá com o pau explodindo de tesão, Mila então se pôs entre minhas pernas, disposta a fazer o primeiro boquete de sua vida, meu pau já estava bastante molhado com a saliva de Greice, Mila tentou polo na boca mas não conseguia muito pois ela tem uma boca muito pequenina aliado ao meu pau que apesar de não ser muito comprido é bem grosso. Mesmo assim valeu a tentativa, mas a boca de Greice era insuperável. Mila desistiu e Greice então passou a chupa-la, Mila com a cabeça quase tocando os vidros traseiros do carro e Greice de quatro lambendo sua bocetinha que devia ser tão apertadinha quanto sua boca, não perdi a oportunidade de entrar neste trenzinho e meti minha língua buceta a dentro de Greice ela rebolava e gemia junto com Mila o que me enchia mais ainda de tesão, lembro-me ainda que estava chupando a xaninha de Mila quando Greice desesperou-se com o horário avançado e tivemos de ir embora. Em casa me masturbei e gozei fartamente pois nenhum de nós tinha gozado naquela noite, devido ao álcool, acredito. Algum tempo depois Mila mudou-se para uma cidade não muito longe e pelo que soube esta morando com outra menina e as duas tem se dado muito bem(sexualmente falando). Em outubro de 98 aconteceu algo que com certeza mexeu com minha vida sexual para sempre, eu já conhecia Kayla de vista a muitos anos mas nunca havia falado com ela, e, acreditem, ela é uma loira estonteante, não é alta mas tem um lindos olhos azuis, seios médios e durinhos, um rabinho arrebitado e o melhor de tudo, que só descobri depois de nosso segundo encontro: a bucetinha mais carequinha e lisinha que já pus a mão, alem de ser uma tarada incontrolável que não pode ver um pau na frente.

Como eu dizia já a conhecia, ela e seu namorado mas o namoro acabou e eu joguei minha rede em cima da gatinha, não deu outra. Mas na primeira vez não funcionou, era domingo, na próxima sexta fui a uma boate, ao chegar encontrei-me com Kayla, dancei com ela muito sensualmente, até que.... Greice apareceu, quase morri do coração, não tinha ficado ainda com Kayla, naquela noite, e sempre ao ver Greice não conto até 3, corri para seu lado e ela estava exuberante, tinha cortado os cabelos um pouco mais curtos e já tinha tomados umas cerveja, o que a deixa mais solta ainda, dançando com ela, em certo momento baixamos até o chão, com minha perna direita no meio de suas pernas sensualmente esfregando por entre suas coxas e virilhas, quase tocando aquela bucetinha cheirosa, com ela encostada na parede, na subida estávamos com os rostos muito pertos e eu podia sentir sua respiração ofegante e seu alito já cheirando a sexo, então ela me beijou, em público, (não ficava com mulher em publico a mais de 3 anos).

Aquilo foi demais pra mim, enlouqueci de desejo, agarrei-a e passeia a beija-la retribuindo seu furor com todo o prazer prezo em mim, me levando as alturas, nunca dei um beijo tão loucamente apaixonante, daquele dia em diante posso certamente dizer que estou apaixonado. Continuamos dançando e nos beijando apaixonadamente, não demorou para que ela me convida-se para sairmos dali e irmos para minha casa.

Chegando lá, já podia sentir o que ia acontecer, ela finalmente tinha se decidido, iria transar comigo, depois de um ano desejando dar um prazer novo a uma mulher que tantos prazeres já havia sentido e tantos já havia me proporcionado, vi que meu sonho se realizaria. Greice tem uma característica sua de não se conter e não demorou para que estivéssemos semi nus com ela acariciando meu pau em riste sobre minha cueca já melada pelos líquidos expelidos por ele, sua calcinha também já estava totalmente encharcada, o que me enchia de tesão, tirei-a e passei a lamber-lhe o grelhinho, chupei seu clitóris inundando sua buceta com minha saliva, enfiava a língua dentro dela alternando com movimentos circulares em seu clitóris, algumas vezes parava para beija-la e deixar que ela sentisse seu próprio cheiro embriagante de sexo, Greice me virou e prontamente nos engatamos em um 69 em que ela me sugava com maestria... Embebido dos líquidos que escoriam de sua buceta, abri seu traseiro expondo o buraquinho tão cobiçado, intacto, e esgaçando-lhe a bucetinha para que eu pudesse lamber toda sua extensão, pude sentir seus espasmos neste momento, mas ela não largou da vara gozou deliciosamente sem tirar meu pau de sua boca, inacreditavelmente eu podia sentir uma quantidade enorme de líquidos doces fluindo de sua bucetinha e vindo diretamente à minha boca sedenta pelo seu gozo.

Seria maravilhoso ter gozado naquele momento também mas ela não gostaria, era quente e já estávamos completamente suados misturando o cheiro de nosso sexo com o cheiro de nosso suor, deitei Greice e comecei a penetra-la na tradicional papai e mamãe, a penetração foi indolor graças a lubrificação abundante e assim que sentia que ela já acolhia o membro aconchegantemente aumentei a força e velocidade dos movimentos, sua bucetinha era de uma maciez incrível e o calor emanando de dentro de seu corpo me enlouquecia logo evoluímos para a posição do frango assado o que nos deu um novo prazer, ao sentir me pau completamente engolido por aquela racha que naquele momento levava sua dona ao delírio gemendo manhosamente e arfando a cada estocada algumas vezes a penetração era um pouco funda demais e a machucava mas o prazer era sempre maior.

Coloquei-a de ladinho e dobrei q perna que ficara por cima posicionei-me de joelhos com sua perna inferior entre minhas pernas(minha posição favorita), e fiz nova penetração, agora mais profunda ainda envolvendo seu púbis e sua bunda com minhas cochas, meu prazer era imenso,e podia sentir todos seu sulcos e meu pau batendo no fundo de sua xaninha. Após mais algum tempo assim o cansaço e o calor nos tomaram conta, então sugeri um banho.

Greice não titubeou e nos enfiamos embaixo da água num refrescante banho em que ensaboei-a e deixei-a limpinha para mais uma sessão. Virei-a de costas de forma que ela se apoiou na parede e me ofereceu a xaninha pra ser penetrada por trás, lubrifique um pouco meu pau com minha saliva e penetrei-a novamente em estocadas firmes e muito fortes que jogavam água para todos os lados, meu saco batia violentamente contra seu clitóris e a cada estocada ela abaixava mais e mais a cabeça de forma a receber cada centímetro da minha vara que já não começava a esfolar-se de tanto sexo. Ela pediu que parássemos pois já não agüentava mais e embora estivesse delicioso sabíamos que o orgasmo não viria tão facilmente.

Sequei-a e beijei-a novamente com todo o carinho fiz com que ela sentasse sobre o balcão da pia, bem na beiradinha de forma a sua bucetinha ficar quase para fora do balcão, abri as gavetas e ela apoiou os pés confortavelmente nelas, peguei o KY que esta em uma destas gaveta e passei abundantemente na sua xaninha, ela levou um sustinho com o geladinho do gel e logo esta a penetra-la novamente, algumas vezes meu saco batia contra o mármore do balcão mas a dor não chegava a me incomodar, abracei-a e grudadinhos quase gozei dentro dela mas ai parei. Nisto ela pulou do balcão e apresou-se em limpar-se pois estava preocupadíssima com o horário e mesmo sendo maior de idade ainda mora com a irmã que a regula muito.

Assim sendo passei a noite inteira de pau duro meti sem parar e novamente não gozei! Pior é que quando voltei pra casa estava tão cansado que a única coisa que queira era uma cama, mas no sábado não perdoei e logo ao acordar, perto do meio dia, masturbei-me ainda sentindo o cheirinho de nosso sexo na minha cama. A tarde fui fazer Treking e foi uma das caminhadas mais exaustivas da minha vida, devido ao cansaço de tanto dançar e transar na noite passada, aliado a um meio litro de álcool na corrente sangüínea.

A noite já estava combinada para passar com Greice, mas a minha exaustão me levou a desfazer o encontro, já por volta das 23:30 quando já esta praticamente dormindo toca o telefone e do outro lado ouço Kayla me convidando para uma noite regada a muito Choop, Dança e por fim Sexo, iríamos para a Kegelfest. Não resisti e aceitei o convite, dançamos muito e ela bebeu quase mais que eu, ao voltarmos levei-a para minha casa, ao chegarmos pus um filme pornô, ela avia me contado que adorava estes tipos de filmes, não demorou para começarmos a nos chupar, Kayla, ao contrario de Greice, é muito afoita no sexo oral, talvez a palavra certa seja: bruta. Meu pau não precisou de muita ajuda para por-se em ponto de bala, e passei a fazer o que mais gosto: chupar uma bucetinha lisinha. Kayla havia se depilado toda especialmente para aquela noite, usava uma calcinha de rendinhas, azul, e em uma lateral apenas um fiozinho se ligava a outra lateral em suas costas, que então descia microscopicamente perdendo-se entre suas ancas.

Abocanhei aquela xaninha por cima da calcinha e já a sentia totalmente ensopada, com a língua puxei-a para o lado e toquei-a com meus lábios, deve ser esta sensação que as mulheres tem em beijar um homem barbeado ou não, a maciez de sua pele só fazia aumentar meu desejo de engolir aquela rachinha. Cuidei para que ela ficasse bem ensopada, posicionei-a penetrei-a de uma só vez, meu pau foi até o fundo, sem esforço, movimentava-me vigorosamente, em estocadas muito fortes, quase raivosas, eu iria arrebentar aquela bucetinha, Kayla gemia gostoso e dizia que estava adorando, que eu era muito louco, vez por outra eu parava de estocar e enfiava 3 dedos na sua rachinha ensopada enquanto lambia seu clitóris, só pra aumentar seu tesão, aproveitando a situação mudava de posição, quando pus aquela princesinha ensopada de suor de quatro e pude ver seu cuzinho piscando e sentir meu pau batendo no fundo de sua já alargada buceta, pegue cada anca com uma mão e puxava-a contra meu corpo, algumas vezes meu pau escapava mas era rapidamente reinserido e o contraste do ar frio com o calor de suas entranhas quase me levavam ao gozo. Para finalizar coloquei-a na tradicional papai-mamaãe e abracei-a com muita força pressionando meu peito ao dela e segurando-a pelos ombros e estocando muito rápida e fortemente, ensopada e suada gemendo como uma cadela não resisti muito mais tempo tirei o pau e esporrei naquele lindo umbiguinho e a safada ainda espalho por todo seu peito.

No próximo conto relatarei a minha história com greice e kayla juntas numa mesma cama, que quiser me escrever terei o maior prazer em responder viajo com frequencia para a região de Itapeva – SP

Autor: Paula
Fonte: contoserotico.net
O patrão ficou maluco!
Cupom de desconto do novo parceiro do ProjetoPornô: P10D2AAP
Acesse www.produtosimportadosbr.com.br e aproveite o nosso desconto!


views 4247


tags:

orgias 

suruba 

trio 

threesome 

bisexuais 

bissexuais 

lésbicas 

amiga 

colega 

namorada 

traição 

adultério 

xaninha 




Novidades:




  Contos Eróticos Relacionados

Dando na noite

uma putinha, graças a minha amiga Paula. Bom o que passo a contar agora, é mais uma aventura que vivi por causa da minha amiga...

views 2137

Quando comi a esposa do meu amigo

Já recuperada, Alice falou ao marido que iria dar seu cuzinho para mim, já que o seu marido queria que ela...

views 6304

Meu marido me arrumou um amante.

Fiquei excitadíssima só de imaginar alguém me pegando de pernas abertas pro meu noivo fotografar...

views 2680

Primeira Transa à 3 (Caso Real)

Ao chegar no quarto ele ficou em pé na ponta da cama e ela de imediato já foi...

views 3715

Minha mulher chupando e fodendo com vários homens

Enquanto ela me chupa eu estou a lhe apalpar uma teta, diz que queria estar chupando pelo menos mais uma pica...

views 3654
 
 
Parceiros & Links Recomendados Recomendados!

1. 2. 3. 4. 5.
6. 7. 8. 9. 10.
11. 12. 13. 14. 15.
16. 17. 18. 19. 20.
21. 22. 23. 24. 25.
26. 27. 28. 29. 30.
31. 32. 33. 34. 35.
Videos De Putaria     KiNovinhas     http://www.rodiziodegatas.net/     CNN Sexo     xvideos porno     Novinha Tesuda

> Xvideos Pornos        > Só Putinhas        > Brasileiras Putas        > Mulheres a foder

> Comendo sua Mãe        > Gatas Quentes        > Portal da Putaria        VAZOU NO WHATSAPP


*ATENÇÃO: Clique aqui para entrar em contato conosco para denunciar um site acima que tenha conteúdo ilegal/malicioso ou contaminado!
> Clique Aqui e cadastre-se para se tornar um Parceiro do Projeto Pornô® <
 
 
    porno     pornô     videos porno     fotos eroticas     sexologia     contos eroticos     gostosas     novinhas

    amadora     xoxota     buceta     atriz porno famosa     sexo oral     bunda     traição     bundas

    xoxota     sexo oral     putaria     bucetas     porno    bucetinhas    contos eróticos
 
Violência Contra a Mulher: DENUNCIE! Todos Contra a Pedofilia!
Site Proibido Para Menores de 18 anos! Site Proibido Para
Menores de 18 anos!
Copyright © ProjetoPorno.com.br, Todos Direitos Reservados  -  Contato   Retirar Conteúdo
Melhor Visualizado na resolução: 1024 x 768 px.