(Fechar X)
Promoção Produtos Importados Br
Projeto Pornô
Publicidade1
Projeto Pornô
   
Comprar Produtos Adultos Importados (Embalagem Discreta)
Home
Vídeos
Fotos
Artigos
Contos Eróticos
Anuncie Anuncie
Parceria Parceria
Home   

Contos Eróticos

  

Orgias

Contos Eróticos  

Meu primeiro casal !!!

  Tamanho da Fonte:
Diminui Tamanho Fonte -    Aumenta Tamanho Fonte+
Imprimir Imprimir

Essa história é interessantíssima, me acompanhem até o final que tenho certeza que não vão se arrepender.

Tudo começou em 2007, ano em que eu Ricardo, fui promovido a diretor da empresa aonde trabalho e com a promoção, veio a mudança para a filial que ficava no interior de São Paulo, como o salário valia muito a pena, eu e minha esposa Carol não pensamos duas vezes e nos mudamos.

A empresa já tinha tudo organizado para o novo diretor que iria chegar a casa já estava mobiliada e por sinal muito bem mobiliado.

Não tínhamos filhos e para nós era uma mudança muito boa de ares.

Após a mudança, minha esposa passou a ficar muito sozinha em casa e nos tornamos sócios do clube da cidade, para ela poder aproveitar a academia e eu meus jogos de tênis.

Foi no clube de campo que começamos a fazer amizades e lá conhecemos o casal Carlos e Ana Paula. Na verdade conheci o Carlos numa partida de tênis e depois de alguns jogos fomos conversando cada vez mais e decidimos apresentar nossas esposas para estarmos juntos em outros lugares.

Marquei com o Carlos um churrasco na nossa nova casa, tinha uma piscina deliciosa e um salão de jogos com uma sinuca profissional.

Falei pra ele levar alguns amigos dele e a família, pois queríamos nos integrar com o máximo de pessoas possível, assim estaríamos nos inserindo na sociedade.

Dois dias antes, o Carlos me ligou e disse que iam umas 20 pessoas, a Carol e eu preparamos tudo e no sábado lá pelas 10 da manhã o pessoal começou a chegar.

Estava muito sol e tínhamos pedido ao Carlos pra avisar a todos que se estivesse sol ia rolar um dia gostoso na piscina e roupa de banho era fundamental.

O dia foi maravilhoso, minha esposa e a Ana Paula, mulher do Carlos, se deram muito bem e com certeza já tinham se tornado amigas.

Como estava muito sol, as mulheres não se negaram a usar biquínis que chamavam muito a atenção, a Ana Paula estava demais, vou agora fazer uma descrição completa dessa morena.

Ana Paula tinha mais ou menos 1.70 de altura, cabelos bem pretos e lisos até o bumbum, bumbum esse que era um espetáculo, redondinho nem grande nem pequeno, Seios médios, tudo no lugar, olhos mel e sorriso perfeito. Tinha 29 anos na época e o Carlos, deveria ter uns 51 anos. Carlos era muito conservado, um desses coroas que as mulheres gostam de fantasiar.

Eu sou moreno claro, 1.78 de altura, 75 kg e corpo bem definido de malhação e tênis. Carol é tão bonita quanto a Ana Paula, cabelos nos ombros, castanhos com luzes. Corpo bem torneado por ser professora de Educação Física e Personal Trainner. Baixinha e muito gostosa.

Voltando a história, Ana Paula estava com um biquíni fio-dental e na hora que ela tirou a saia pra entra na piscina, não pude deixar de babar. Minha esposa notou e me deu uma cotovelada, eu sorri e disfarcei, mas o Carlos também notou e sorriu também.

O churrasco continuou e todos estavam bem alegres com a bebida e com o sol maravilhoso. Ana Paula colocou um pagode pra tocar e começou a sambar, estava de sainha marcada pelo biquíni molhado e só de biquíni em cima, era um deleite a todos os homens presentes e reparando bem, até as mulheres olhavam para ela.

Todos foram embora e o Carlos e a Ana Paula foram os últimos a sair, ficamos conversando sobre o sucesso do churrasco e todos os amigos feitos naquele dia. Estávamos realmente enturmados.

Os dias se passaram e a Carol e Eu estávamos cada dia mais amigos de Ana e Carlos, saiamos pra barzinhos, íamos ao clube juntos, fazíamos jantares, hora na casa de um hora, hora na casa de outro. Sempre rodeados por amigos, que nessa história não são o foco.

Um dia estava sentado com o Carlos na quadra de tênis, havíamos acabado de jogar, e ele perguntou se podia tocar num assunto intimo.

Disse que sim, afinal éramos amigos.

Então veio a pergunta:

- Você já ouviu falar de swing?

Sorri pra ele e disse:

- Sim, ultimamente é um assunto bem comentado em vários lugares. Aposto que vários casais que conhecemos já até fazem. E caímos na gargalhada. Então ele perguntou:

- Você já falou sobre isso com a Carol?

Respondi:

- Já conversamos sim cara, mas a Carol, pelo pouco que você conhece ela, sabe que é duro na queda, muito quadradinha e nada liberal.

Aí eu perguntei:

- E com a Ana, você já falou?

Ele respondeu afirmando com a cabeça, fez uma pausa e falou:

- Posso confiar em você e sei que essa conversa fica aqui, mas eu e a Ana já tentamos algumas vezes, mas nunca deu certo, ou os casais eram mentirosos, eram feios ou a Ana não ia com a cara do homem do casal encontrado.

Aí falei:

- Por que me perguntou sobre isso?

Ele sorriu e falou com cara de puto:

- Você sabe nos damos muito bem e sua esposa e a minha, com todo respeito, são lindas e gostosas. Você e a Carol são as pessoas perfeitas para algo assim.

Eu falei:

- Realmente somos privilegiados, mas a Carol, já me deixou claro que no momento não rola, até deixou em aberto algo pro futuro, mas agora não.

Então ele falou:

- Já imaginava isso, pelas conversas, vemos certo conservadorismo da Carol, o contrário vemos em você, você é um cara bem liberal, mente aberta, por isso mesmo estou me abrindo com você.

Então comecei a falar pra eles procurarem na internet e que tinha muita gente anônima que gostaria de um casal como eles, mas ele disse que já tinha tentado de tudo. Sempre tinha algo que dava errado e no final acabava ficando até chateado com a situação.

Aí ele falou:

- Vou te falar a verdade, foi a Ana que veio com esse papo pro meu lado, eu fui o único homem da vida dela, ela nunca transou com outro homem, quando casamos, você sabe, ela tinha 18 anos. E com tanto tempo de casados, quando transamos e assistimos a uns filmes pornôs, ela sempre fantasia com outro homem cara.

- Eu não sou nada ciumento, até porque se ela me trair, ela que vai perder, todo luxo e conforto que ela tem, por isso fico tranquilo, mas essa vontade dela, me deixa com curiosidade também. No começo fiquei cabreiro, mas depois quando transávamos e ela ia descrevendo a transa como se o cara estivesse ali conosco, estou cada vez com mais tesão.

Aí eu falei:

- Mas façam um Ménage a Trois então, é muito mais fácil arrumar um homem do que um casal.

Ele respondeu:

- Você está enganado, nenhum homem que encontramos a deixou afim, e depois de um tempo, descobri por que. Ela fantasia com você.

Fiquei sem saber o que falar, meu pau estava duro pela conversa, mas depois que ele falou isso, quase desmaiei. Ele ria da minha cara e dizia que nunca viu uma cara de tanto susto.

Então falei:

- Cara, e você me fala isso com essa tranquilidade toda, sua mulher fantasia comigo e você fica tranquilo assim?

Ele disse:

- Para um cara com mente liberal, você está me saindo um belo careta.

Caimos na risada e ficamos quietos por um tempo, ele se levantou, se despediu e falou ao sair:

- Pensa nisso.

Entrou no carro e foi embora.

Como só jogávamos juntos de sábado e no final de semana íamos visitar a família, só fui ver Carlos 15 dias depois, mas todo dia me masturbava pensando na Ana Paula toda pra mim.

Cheguei ao clube e ele estava lá, ele disse que estava com dores no tornozelo e que não estava a fim de jogo, compreendi e ele falou:

- Vamos até em casa tomar umas cervejas, chama a Carol.

Eu respondi:

- Eu estou livre, mas você sabe que a Carol tem os clientes do Personal o sábado todo.

Ele disse:

- Então liga pra ela e diga que você vai estar em casa, que é pra ela ir pra lá depois.

Liguei pra Carol, passamos em casa, deixamos meu carro, vesti uma sunga e fomos os dois no carro dele até a casa. No caminho ele falou:

- E aí, teve tempo pra pensar no que eu te falei, vai encarar a morena?

Fiquei sem jeito e falei:

- Cara, nunca fiz isso antes, sabe que não teria dificuldade alguma em sair com a Ana, mas vocês tem certeza disso? E como vamos olhar pra Carol depois?

Ele respondeu:

- Ricardo é só sexo, depois tomamos banho e a vida segue.

Fiquei calado até chegar na casa deles. Entramos na garagem e o portão se fechou e pensei não tem mais volta.

Fomos até a cozinha, pegamos duas cervejas e ele falou para irmos pra piscina que a Ana estava lá.

Meu pau estava pulsando e estourando a sunga, não tinha como esconder. Fui andando e mil imagens vinham a minha cabeça, mas a primeira imagem dela de biquíni na minha casa no churrasco teimava em ficar, marcante.

Chegamos à varanda e Ana estava tomando sol numa espreguiçadeira no deck da piscina. Estava com o mesmo biquíni do churrasco, aquele que me enfeitiçava e ela sabia disso. Levantou e veio em nossa direção com um sorriso malicioso no rosto.

Deu-me um beijo entre a bochecha e a boca e um abraço apertado, não disse uma palavra. Beijou com paixão o Carlos. Após o beijo o Carlos falou:

- Ricardão, dá um tempo aí que vou pegar mais cervejas pra gente na cozinha e já volto.

A Ana falou:

- Tira essa roupa e vamos dar um mergulho, a água está deliciosa.

Tirei minha camiseta e meu short e tentei disfarçar o volume na sunga, indisfarçável. E ela falou:

- Ricardo, vai ficar com vergonha agora? Sempre me comeu com os olhos, aposto que se masturbou e comeu a Carol pensando em mim várias vezes, vai mesmo ter vergonha agora?

Eu então falei:

- Nunca fiz isso antes, não nego meu desejo por você, mas fica tranquila que já perdi a vergonha.

Ela sorriu, apalpou meu pau por sobre a sunga e me puxou pela mão pra piscina. Ela entrou bem devagar pela escada e eu dei um mergulho. Fiquei esperando ela do outro lado da piscina e ela veio lentamente sorrindo e falou:

- Não sabe quanto tempo esperei por isso.

Chegando perto de mim, virou de costas e se encaixou o bumbum tão sonhado no meu pau, se encostou completamente em mim e virou o rosto e me beijou, de costas. Que sensual. Minhas mãos estavam livres para percorrer todo seu corpo e em menos de segundos estavam tocando seu corpo perfeito. Beijamos-nos deliciosamente por minutos, com uma das mãos ela pegou minha mão direita e levou até seus seios e pediu pra apertá-los, Pegou minha outra mão e levou até a xoxotinha e pediu pra masturba-la. E com uma das mãos ela tirou meu pau da sunga e começou a me masturbar.

Ficamos nesse amasso um bom tempo até que fiz ela gozar por duas vezes até eu mesmo gozar muito. Foi uma explosão de prazer e desejos.

Saímos da piscina e ela me levou até a ducha, nos lavamos e entramos na casa.

Ele me levou até o seu quarto e do Carlos e disse:

- Quero dar pra você na nossa cama, pra sempre que o Carlos me comer eu lembrar de você.

Chegamos ao quarto, uma cama king size estava arrumada nos aguardando, Carlos estava numa poltrona no canto do quarto, não disse uma palavra, muito menos eu. Ela me falou no ouvido:

- Vamos dar um show por meu maridinho não se arrepender de ter aceitado isso.

Abracei-a com vontade, fui beijando cada centímetro do corpo dela, me deliciando com cada pedaço da sua pele, tirei a parte de cima de seu biquíni e explorei seu corpo molhado, beijando, chupando e feliz por ver sua pele arrepiada.

Ajoelhei-me e tirei a parte de baixo do biquíni, revelando uma xoxotinha que com a mão já havia constatado, estava depiladinha, sem nenhum pelinho.

Deitei-a na cama e tirei minha sunga. Fui pelo lado dela e comecei a degustação de um corpo raro de se ver, beijando e chupando e ela se contorcendo de prazer. Virei-a de costas e demorei até beijar toda suas costas, nuca, orelhas, pernas, bumbum, cuzinho. O cuzinho foi especial, me demorei ali, beijando e lambendo.

Virei-a novamente de frente e era a vez de fazê-la se derreter na minha boca. Comecei beijando seus pés pequeninos e muito lindos, fui descendo pelas pernas, me demorei atrás dos seus joelhos e entrei por suas coxas, beijando o interior de suas coxas, até a virilha. Fui lambendo e ela via a iminência de chegar a xoxota. Até que levantei suas pernas e sua xoxotinha se abriu inteira pra mim.

Ela com as mãos seguravam as pernas e gemia enquanto eu ia deslizando minha língua do seu cuzinho até o grelinho e voltava, ela se contorcia e gemia muito. Fiquei muito tempo chupando em volta desse grelo que ficava cada vez mais exposto pelo tesão. Chupava sua xoxota e com dois dedos tocava seu Ponto G que fica dentro da xoxota e com a outra mão apalpava e apertava levemente seus seios. Essa combinação é infalível para qualquer mulher.

Ela não gemia mais, gritava de tesão. Fala palavras desconexas, me chingava muito e o melhor, gozava. Confesso que poderia ficar o dia todo só fazendo isso, como é bom ver uma mulher ter prazer.

Mas ela implorava para que eu a penetrasse.

Fui até o Carlos, deixando ela na cama, perguntei qual a posição que ela mais gostava e ele batendo uma punheta respondeu:

- De quatro, bem fundo.

Pedi uma camisinha pra ele e ele abriu a gaveta do criado-mudo e tirou cinco pacotes cada um com seis.

Peguei uma toalha e com muito carinho enxuguei o corpo da Aninha e me enxuguei, era muito suor. Ela pediu pra me chupar e falei que deixaria na hora que eu fosse gozar. Ela colocou a camisinha na ponta do meu pau e foi deslizando o resto dela até o talo com a boca, engoliu todos os 19 cm e babou muito. Coloquei-a de quatro, entrei no meio de suas pernas e fui pincelando meu pau do cuzinho até o grelinho, minha marca registrada. Ela se contorcia, afinal já tinha gozado muito e o grelo estava sensível.

Veio o momento glorioso, coloquei a cabeça lá dentro e ela num golpe só, empurrou o corpo pra trás e enterrou meu pau inteiro na sua xoxotinha bela. Foram muitas estocadas, eu pegava em seu cabelo e ela rebolava e gritava palavrões. Chamava o Carlos de corno e falava como eu era muito mais homem que ele. Estava enlouquecida. Eu fazendo minha parte de bom macho, metia sem nenhuma responsabilidade. Como era fácil e delicioso, seus cabelos iam de um lado ao outro e ela rebolava com meu pau enterrado na xoxota, indo fundo e ela gozava sem parar.

Empurrei-a na cama e virei-a de frente, coloquei suas pernas nos meus ombros e mandei tudo bem fundo pra dentro. Ela com uma mão apertava os seios e com uma cara de puta mordia os lábios e com a outra mão se masturbava. Que visão.

Continuamos nessa posição por muito tempo, até explodirmos em gozo juntinhos. Abracei-me a ela e fiquei sobre ela suado e quente.

Depois de alguns minutos levantamos e fomos tomar um banho, ela insaciável, se agachou, tirou a camisinha e começou a me chupar, limpando o gozo do meu pau. Não demorou e já estava duro novamente. Terminamos o banho com muitos amassos e fomos pra cama.

Nisso meu celular toca, era a Carol dizendo que estava em casa e me esperando. Tive que me despedir, não trocamos nenhuma palavra, na saída ela sorriu e disse:

- Ainda falta muito pra minha vontade passar.

Sorri e disse:

- Quando o Carlos e você quiserem.

Entrei no carro do Carlos, fomos até em casa sem conversar, quando ia descer do carro ele falou:

- Foi muito bom, obrigado por tudo e seja discreto.

Falei pra ele ficar tranquilo, e entrei em casa.

Nossa amizade e nossas aventuras continuaram e minha esposa depois de um tempo descobriu, mas essa história já está muito longa, fica pra outra vez.

Espdro que decorem meu apelido no site e procurem por meus próximos contos. Ah e, por favor, se gostaram podem votar e dar nota.

Ricardo Antunes. MSN: seumoreno007@hotmail.com

Autor: seumoreno007
Fonte: casadoscontos.com.br
O patrão ficou maluco!
Cupom de desconto do novo parceiro do ProjetoPornô: P10D2AAP
Acesse www.produtosimportadosbr.com.br e aproveite o nosso desconto!


views 2494


tags:

orgia 

grupal 

casal 

swing 

troca 

casais 

esposa 

menage 

corno 

traição 

adultério 

bumbum 




Novidades:




  Contos Eróticos Relacionados

Meu marido me arrumou um amante.

Fiquei excitadíssima só de imaginar alguém me pegando de pernas abertas pro meu noivo fotografar...

views 2678

Minha esposa fodida no pagode dos negões!!!

Então um 1° jato enorme de esperma lambuzou a boca e o rosto de Sa. Um volume imenso de esperma grosso melou...

views 6268

Minha mulher chupando e fodendo com vários homens

Enquanto ela me chupa eu estou a lhe apalpar uma teta, diz que queria estar chupando pelo menos mais uma pica...

views 3648

Dando na noite

uma putinha, graças a minha amiga Paula. Bom o que passo a contar agora, é mais uma aventura que vivi por causa da minha amiga...

views 2135

Imaginaçao fértil (Orgia)

Foi quando senti um dedinho da Luana forçar a entrada do meu cuzinho... de inicio isso me deixou muito...

views 4213
 
 
Parceiros & Links Recomendados Recomendados!

1. 2. 3. 4. 5.
6. 7. 8. 9. 10.
11. 12. 13. 14. 15.
16. 17. 18. 19. 20.
21. 22. 23. 24. 25.
26. 27. 28. 29. 30.
31. 32. 33. 34. 35.
Videos De Putaria     KiNovinhas     http://www.rodiziodegatas.net/     CNN Sexo     xvideos porno     Novinha Tesuda

> Xvideos Pornos        > Só Putinhas        > Brasileiras Putas        > Mulheres a foder

> Comendo sua Mãe        > Gatas Quentes        > Portal da Putaria        VAZOU NO WHATSAPP


*ATENÇÃO: Clique aqui para entrar em contato conosco para denunciar um site acima que tenha conteúdo ilegal/malicioso ou contaminado!
> Clique Aqui e cadastre-se para se tornar um Parceiro do Projeto Pornô® <
 
 
    porno     pornô     videos porno     fotos eroticas     sexologia     contos eroticos     gostosas     novinhas

    amadora     xoxota     buceta     atriz porno famosa     sexo oral     bunda     traição     bundas

    xoxota     sexo oral     putaria     bucetas     porno    bucetinhas    contos eróticos
 
Violência Contra a Mulher: DENUNCIE! Todos Contra a Pedofilia!
Site Proibido Para Menores de 18 anos! Site Proibido Para
Menores de 18 anos!
Copyright © ProjetoPorno.com.br, Todos Direitos Reservados  -  Contato   Retirar Conteúdo
Melhor Visualizado na resolução: 1024 x 768 px.