(Fechar X)
Promoção Produtos Importados Br
Projeto Pornô
Publicidade1
Projeto Pornô
   
Comprar Produtos Adultos Importados (Embalagem Discreta)
Home
Vídeos
Fotos
Artigos
Contos Eróticos
Anuncie Anuncie
Parceria Parceria
Home   

Contos Eróticos

  

Emprego / Trabalho

Contos Eróticos  

Escondida com o Chefe

  Tamanho da Fonte:
Diminui Tamanho Fonte -    Aumenta Tamanho Fonte+
Imprimir Imprimir

Escondida com o Chefe
Fonte Foto: smutxx.com
Esse conto se passa na época em que trabalhei de assistente num escritório que lidava com questões de economia. Eu tenho longos cabelos ruivos e olhos verdes, tenho seios médios e um quadril um pouco avantajado deixando meu corpo com um formato leve de violão, nada muito exagerado, 1,70 de altura. A coisa que eu achava mais legal nas pessoas que trabalham em escritórios eram as roupas sociais. Logo que comecei a trabalhar lá, comprei saias modelo lápis e várias camisas de botão de texturas e cores diferentes. No primeiro dia foi tudo muito novo e cheio de informações. Tudo que eu havia planejado foi por água abaixo quando eu descobri de quem que eu seria assistente. Um homem alto, de cabelos castanhos e olhos cor de mel, ombros largos e um sorriso...Fiquei de queixo caído e desnorteada quando ele sorriu para mim.

O tempo passou e o trabalho naquele escritório ficou mais fácil e interessante. Aprendi funções que não sabia, conheci pessoas legais e fiz novos amigos. O meu chefe não fazia parte desses amigos, os assuntos que conversávamos eram somente sobre os negócios e as coisas que eu tinha que fazer. Como sempre existem aquelas épocas que o trabalho durante o expediente normal não é o suficiente e muitas vezes os funcionários ficam até mais tarde no escritório.

Aconteceram ocasiões de horas extras antes, mas daquela vez foi diferente, bem diferente.

Enquanto isso eu ainda digitava algumas coisas no meu computador, podia ouvir os passos das pessoas nas outras salas e o agito de entregar os papéis no novo prazo estava deixando todos atordoados. O meu chefe, que vou dar o nome de Stefan, foi até a minha mesa para falar comigo. Aquela foi uma das poucas vezes que eu o vi sem a parte de cima do terno. A gravata estava solta e alguns botões estavam abertos, as mangas estavam dobradas até perto dos cotovelos, o cabelo bem cortado estava um pouco bagunçado. Ele encostou-se na minha mesa e ficou me observando por alguns longos segundos. Ao ver que ele não ia falar, decidi perguntar se ele estava bem. Ele me respondeu com um sorriso e um olhar pensativo. Eu voltei a olhar para a tela do computador e mal pude voltar a digitar quando ele finalmente me respondeu com palavras.

"Preciso que você vá até a minha sala". Stefan disse fazendo com que eu voltasse a olhá-lo. "Por favor." ele pediu.

"Tudo bem." eu lhe respondi dando um leve sorriso e me levantei da cadeira.

Eu o acompanhei até sua sala. Entramos e eu pude ouvir o som da fechadura sendo trancada. Estranhei a situação. Ele caminhou até a sua mesa e encostou-se nela. Eu fiquei o observando de perto da estante de livros.

"Por favor, pegue aquele livro para mim." Stefan apontou para um dos livros da estante.

Virei-me e olhei para os livros. Logo senti uma presença atrás de mim e logo depois o corpo dele encostando ao meu. Comecei a falar algo em surpresa, mas Stefan me interrompeu dizendo que ele estava louco para fazer aquilo. Um arrepio avassalador tomou meu corpo ao ouvir aquela voz soar de tão perto. As mãos dele que estavam na minha cintura subiram até os meus seios e os apertaram com vontade enquanto Stefan respirava fundo sentindo o perfume do meu pescoço.

"Gostosa..." ele sussurrou enquanto me apertou um pouco mais me deixando sem reação, apenas entregue a todas aquelas sensações deliciosas.

O telefone da mesa dele tocou. Eu congelei. Stefan apenas tirou as mãos de mim e afastou-se indo até a mesa. Eu o ouvi falar ao telefone com a voz num tom normal, sem nenhuma alteração. Minhas pernas tremiam levemente, fiquei com receio de me virar, mas com dificuldade consegui fazê-lo. Encontrei Stefan falando ao telefone e olhando para mim. Um calor tomou meu corpo e senti que não poderia sair daquela sala. Aquilo era perigoso, alguém podia bater na porta querendo falar com ele, mas a sensação de que aquilo era errado e muito gostoso me deixou querendo por mais.

Stefan desligou o telefone e veio lentamente em minha direção. Eu não consegui me mover diante de seu olhar maravilhoso. Desviei meu olhar do dele e encontrei um volume absurdamente grande em suas calças. Apoiei-me na estante para não cair, minhas pernas estavam fracas e meu coração queria sair pela garganta.

“Não pegou o livro?” ele falou olhando para mim e eu mal pude entender o que ele queria dizer com isso.

Quando dei por mim já estava virada para a estante procurando o maldito livro. No instante seguinte voltei a sentir as mãos dele no meu corpo. Stefan apertava suas mãos em minha cintura e roçava seu quadril contra o meu. Eu podia sentir aquele pau duro dentro das calças louco para sair. Movi meu corpo involuntariamente contra o dele para sentir aquele pau de novo. Stefan gemeu no meu ouvido e sussurrou

“Você não faz ideia do quanto eu estou louco para arrancar a sua roupa e de colocar contra a minha mesa...” nesse instante a voz dele ficou mais rouca “...e te comer todinha.”

Segurei-me na estante com mais força e fechei os olhos. Não conseguia acreditar que o meu chefe gostoso estava querendo transar comigo naquela sala. Ele voltou a mover seu quadril contra mim e deslizou suas mãos de volta para meus seios. Ele ficava sussurrando elogios, dizendo o quanto eu era gostosa e o quanto ele ia me fazer ir à loucura. Ele me virou de frente para ele e pude encarar aqueles olhos cor de mel e aquela boca carnuda. No segundo seguinte ele estava me beijando, eu podia sentir sua língua invadindo a minha boca e querendo massagear a minha língua. Ele apertou seu corpo contra o meu e uma das mãos foi até a minha coxa. Ele levantou parte da minha saia e posicionou a minha perna em sua cintura fazendo com que eu ficasse com as pernas mais abertas. Senti aquele pau tocar-me no lugar certo quando ele deu a primeira investida, mesmo ainda com roupas, eu fui à loucura. Gemi contra o beijo dele e deslizei as minhas mãos pelos ombros dele e pelos braços.

Ele era forte, com músculos perfeitos. Levei minhas mãos até os botões da camisa e os abri o mais rápido possível, apesar de que eu não conseguia pensar direito com aqueles lábios indo em direção ao meu pescoço. Stefan ofegava violentamente, parecia que já estava me penetrando com força, senti que ele queria aquilo a muito mais tempo do que eu. Tirei sua camisa e passei as minhas mãos pelo peito dele. Ele se afastou de mim e praticamente arrancou os botões da minha blusa fazendo com que alguns botões voassem longe. Ele voltou a me beijar, o triplo de vontade e de força, fui prensada contra a estante e logo senti que ele me levantava do chão. Com as pernas rodeando sua cintura, eu podia sentir todo aquele volume entre minhas pernas, mas eu queria mais, queria ele me comendo logo. Ele me sentou na mesa quase deitei quando ele veio para cima de mim. Enquanto me beijava, Stefan ia puxando a minha saia, fazendo com que descesse pelas minhas pernas e caísse no chão. Eu fiquei só de lingerie enquanto ele ainda estava com aquela calça. No segundo seguinte eu já estava com as mãos tirando o cinto e abrindo aquele bendito zíper. Eu abaixei as calças dele enquanto ele abria meu sutiã.

“Adoro preto.” Ele disse ofegante se referindo ao meu sutiã.

“Eu também gosto.” Respondi me referindo a boxer dele.

Eu o puxei e lhe dei um beijo gostoso, minha língua massageava aquela boca maravilhosa enquanto eu puxava para baixo aquela cueca boxer. Ele se aproximou mais e senti seu pau entre minhas pernas. No instante seguinte ele estava tirando a minha calcinha e quando percebi, ele me penetrou com força. Eu gemi alto, mas fui calada pela mão dele que apertou a minha boca.

“Shhh...você não pode fazer barulho.” Ele disse com um olhar transbordando prazer.

Apoiei meus cotovelos na mesa e o observei puxar minhas pernas para perto dele me penetrando rapidamente. Eu estava tomada pelo prazer. Aquele homem lindo me comendo no seu escritório estava me deixando louca. Eu mordia meu lábio para não fazer barulho enquanto escutava o contato do pau dele contra a minha intimidade. Ele gemia baixinho, me deixando mais excitada. Naquele instante pensei em como seria se pudéssemos fazer barulho, seria realmente perfeito. Stefan me puxou fazendo com que eu ficasse em pé na sua frente, ele me virou e me apoiou na mesa. Fiquei de costas para ele e senti uma de suas mãos acariciar a minha intimidade. Pude sentir o quanto eu estava molhada e latejando de prazer. Senti aquele pau me penetrando de novo e Stefan me puxou pelos cabelos fazendo com que sua boca ficasse perto do meu ouvido.

“Quero gozar na sua boca.” Ele disse entre gemidos.

Eu apenas fiz que sim com a cabeça enquanto fechava os olhos o sentindo sair e entrar violentamente. As mãos dele foram para a minha cintura e seu pau estava me invadindo com tudo. Ele mordia a minha orelha e dava tapinhas no meu bumbum, coisas que me estavam me deixando louca de prazer. Ele realmente sabia como fazer e estava me comendo de uma forma que eu nunca havia feito antes. Numa investida rápida de Stefan, eu me contraí toda sentindo aquela sensação maravilhosa do gozo. Stefan tapou minha boca com sua mão enquanto eu gemia de prazer. Senti seu pau ficar mais escorregadio e ele começou a ir mais rápido do que antes e eu estava achando que não tinha mais velocidade a ser atingida. Ele gemia perto do meu ouvido e logo ele me virou com rapidez e me empurrou contra sua cadeira. Eu caí sentada e logo ele se aproximou gozando no meu rosto. Abri a boca para receber aqueles jatos de gozo quente e vi a expressão de extremo prazer de Stefan. Engoli tudo o que ele me deu e fiquei sentada ali sem reação. Stefan me lançou um olhar malicioso e começou a pegar suas roupas que estavam jogadas para diferentes lados da sala. Quando me dei conta comecei a fazer o mesmo. Terminei de me vestir e Stefan veio me dar um beijo.

“Vou precisar de uns relatórios semanais na minha sala.” ele disse enquanto me abraçava forte “Quem sabe uns relatórios diários, senhorita Agatha?”

Fiz que sim com a cabeça enquanto sorria maliciosamente. Sabia muito bem que tipo de relatórios o meu chefe queria tanto.

Autor: Agatha
Fonte: contosonline.com.br
O patrão ficou maluco!
Cupom de desconto do novo parceiro do ProjetoPornô: P10D2AAP
Acesse www.produtosimportadosbr.com.br e aproveite o nosso desconto!


views 2943


tags:

emprego 

trabalho 

escritório 

funcionária 

secretária 

ruiva 

olhos 

verdes 

patrão 

chefe 




Novidades:




  Contos Eróticos Relacionados

Minha EMPREGADA: De SANTA a PUTA em um mês! Pt. 4

Passei a tirar o pau inteiro e enfiar de novo. O cú dela já estava relaxado, aberto e delicioso. Aquela ex-santinha...

views 4465

Happy hour com a Recepcionista

Ela veio até mim, parando ao meu lado e me beijando, enquanto segurava e alisava meu pau. Pegou no criado-mudo uma...

views 2032

O PATRÃO tesudo de minha MÃE

Ajoelhei-me diante de seus pés e comecei a sugar aquela piroca gostosa. Descia minha boca...

views 3513

Empregada noiva e gostosa

Ela tinha 23 anos de idade, lindos dentes, boquinha pidona, enfim, uma moreninha de acabar casamento...

views 4191

Um emprego muito excitante: Babá

Eu soube que tinha chegado a minha hora, ele veio de mansinho me alisando com as mãos grandes, me beijando, me...

views 4215
 
 
Parceiros & Links Recomendados Recomendados!

1. 2. 3. 4. 5.
6. 7. 8. 9. 10.
11. 12. 13. 14. 15.
16. 17. 18. 19. 20.
21. 22. 23. 24. 25.
26. 27. 28. 29. 30.
31. 32. 33. 34. 35.
Videos De Putaria     KiNovinhas     http://www.rodiziodegatas.net/     CNN Sexo     xvideos porno     Novinha Tesuda

> Xvideos Pornos        > Só Putinhas        > Brasileiras Putas        > Mulheres a foder

> Comendo sua Mãe        > Gatas Quentes        > Portal da Putaria        VAZOU NO WHATSAPP


*ATENÇÃO: Clique aqui para entrar em contato conosco para denunciar um site acima que tenha conteúdo ilegal/malicioso ou contaminado!
> Clique Aqui e cadastre-se para se tornar um Parceiro do Projeto Pornô® <
 
 
    porno     pornô     videos porno     fotos eroticas     sexologia     contos eroticos     gostosas     novinhas

    amadora     xoxota     buceta     atriz porno famosa     sexo oral     bunda     traição     bundas

    xoxota     sexo oral     putaria     bucetas     porno    bucetinhas    contos eróticos
 
Violência Contra a Mulher: DENUNCIE! Todos Contra a Pedofilia!
Site Proibido Para Menores de 18 anos! Site Proibido Para
Menores de 18 anos!
Copyright © ProjetoPorno.com.br, Todos Direitos Reservados  -  Contato   Retirar Conteúdo
Melhor Visualizado na resolução: 1024 x 768 px.