(Fechar X)
Promoção Produtos Importados Br
Projeto Pornô
Publicidade1
Projeto Pornô
   
Comprar Produtos Adultos Importados (Embalagem Discreta)
Home
Vídeos
Fotos
Artigos
Contos Eróticos
Anuncie Anuncie
Parceria Parceria
Home   

Contos Eróticos

  

Fantasias / Fetiches

Contos Eróticos  

Dominado por Tatiana

  Tamanho da Fonte:
Diminui Tamanho Fonte -    Aumenta Tamanho Fonte+
Imprimir Imprimir

Dominado por Tatiana
Fonte Foto: diario-de-nathalie.blogspot.com
Sou um cara de mente aberta nunca me privando em obter prazer por razões sociais ou pseudo-morais. Adoro mulher mas já tive experiências com homens em menage com casais liberais. Não procuro sexo com homens isoladamente, mas curto muito com um casal homem-mulher. Gosto de mulheres mais liberais também, do tipo levemente dominadoras; me relaciono muito bem com este tipo. Quando morava em goiânia, conheci uma assim.

Conheci Tatiana no trabalho. Ela era a líder da minha equipe numa empresa de informática. 1,60, loura, quadril grande, bunda proporcional , seios médios e um rosto lindo. Tinha um jeito cativante, extrovertida e uma voz muito sensual, sabia falar muito bem. Muito vaidosa, adorava maquiagem, penduricários e roupas bonitas, do tipo perua contida. Aos poucos foi surgindo uma atração e ela, mal no casamento, iniciamos um relacionamento. Era emocionante pois trabalhávamos na mesma sala e ninguém desconfiava.

Passamos a nos encontrar em horários meio doidos tipo no almoço, sábado pela manhã ou combinávamos á tarde durante a semana, arranjando algum pretexto no trabalho. Tínhamos uma química maravilhosa e nos dávamos muito bem na cama. Éramos muito abertos um com outro e ela gostava muito de uma sacanagem. Numa tarde dessas estávamos conversando na cama após o primeiro round quando ela me perguntou com aquele jeitinho feminino:

- Você é bi, não é?

- Ué, da onde você tirou isso - disse rindo.

- Ah, mulher pesca essas coisas, principalmente na cama. Você tem um jeito diferente.

- Bem.. posso dizer que sim.

- Aí que lindo, sempre curti ver dois homens bonitos se pegando. Você faz de tudo com homem?

- Quase tudo, só não gosto de dar.

- Ah, mentira, amor… se você está na cama com outro homem rola de tudo não tem essa.

- Sério, princesa! Com homem eu sou ativo, sou passivo com mulher.

- Como assim?

Já que estava num momento de confissões, fui fundo:

- Eu namorei uma mulher que era meio dominadora e fazíamos uma brincadeira: trocávamos de papeis sexuais. Mais ou menos uma vez por mês eu agia passivamente e ela era o homem, vamos dizer assim. Ela me chamava para sair, dirigia o carro, me bolinava, me levava para o motel, pagava a conta etc.

- Huumm… interessante. e na cama, como era?

- Na cama éramos outras pessoas. Ela era a minha deusa e eu o servo dela. Eu fazia tudo o que ela mandava e, ao final, ela me comia com um pênis de borracha.

- Ahh, também quero- disse animada com um sorrizinho safado.

- Bem, vou te passar uns contos eroticos para você ir pegando o jeito e, quando você quiser, a gente faz.

No dia seguinte a isso, estávamos no trabalho e recebo um email dela pedindo os contos. Repassei dois e ela disse pelo Gtalk que iria ler naquela hora. Meia hora depois ela me pediu mais. E enviei. Tempos depois ela me diz pelo Gtalk: "Adorei". Então naquele dia á tarde ela foi á copa e passou me olhando de rabo de olho chamando para acompanha-la. A sala estava meio vazia diminuindo a chance de alguém chagar ali e atrapalhar a nossa brincadeira perigosa. Quando cheguei ela estava com o copo de café na mão e deixou cair um pouco no chão. Peguei o papel toalha para limpar e ajoelhei na frente dela que disse:

- Humm.. adoro você aos meus pés. Respondi na hora:

- Se estivéssemos em outro lugar os beijaria, pois a senhora é a minha deusa e eu a venero. Disse isso e levantei rapidamente. Ela me olhando nos olhos disse:

- Em breve a gente vai ver isso. E saiu.
Uma semana depois a gente combina a nossa saída do mês. Pelo Gtalk ela diz:

- Prepare-se, amanhã vou ser a sua dona. Adorei aquilo! Fiquei de pau duro na hora. E continuou:

- Mas não será num motel, preparei algo diferente pra gente; uma amiga viajou e me emprestou as chaves do apartamento dela. Me encontre nesse endereço as 14:30, ok - disse me passando um endereço no Setor Bueno.

A espera foi longuíssima mas a hora havia chegado. Estava lá na hora marcada e o porteiro me deixou subir. Pelo celular ela havia me mandado a seguinte mensagem: a porta estará aberta, entre e vá tomar banho, volte e nu e me espere ajoelhado na sala. Me chame quando terminar. E assim o fiz. O ambiente estava a meia luz , num clima bem sensual. Então a chamei.

Ela apareceu e estava maravilhosa: lingeri preta com uma calcinha minúscula, cabelo amarrado para trás, maquiagem pesada, unhas vermelhas, salto agulha e toda cheirosa. Ela se aproximou de mim, circulou, avaliando o material e aproximando-se do meu rosto, me segurou pelo queixo, aproximou-se de mim e disse em tom de comando:

- Quem manda aqui?

- Você, minha deusa!

- Isso, sou a sua deusa e você é o meu servo! Dizendo isso em deu um tapinha no rosto. Foi para o quarto e pegou uma coleira com o nome dela gravado e pôs em torno do meu pescoço. Então me mandou por os braços para trás e me algemou. Fiquei ali ajoelhado, preso admirando aquela divindade me fitando. Ela então ordenou:

- Lamba os meus pés!

Me inclinei e comecei a lambê-los junto do salto, bem devagar. Ela dizia baixinho… "Vai cachorro, lambe os pés da sua dona". Depois ela sentou no sofá e me chamou para perto. De joelhos fui me aproximando até ela esticar a perna e ir passando seu pé esquerdo pelo meu rosto e boca. Lambi nova`mente e fizemos o mesmo com o pé direito. Terminamos ela tirou os saltos e começou novamente a aproximar o seu lindo pezinho da minha boca. Comecei a lambê-lo só que agora chupava seus dedos com esmaltes tão vermelhos quanto os da mão. Ficamos mais tempo naquilo, eu passava a língua pela sola, em cima, de lado, bem devagar. Ela passava pelo meu rosto me chamando de cachorrinho obediente. Ao mesmo tempo em que lambia aquelas delicias de pés eu olhava a sua bucetinha linda pela lingerie preta semitransparente. Via seus pelinhos bem aparados formando uma tira fina, maravilhosa. Podia sentir o cheiro enervante do tesão que ela estava sentindo. O seus rosto, de dominadora, a sua voz… tudo aquilo era um espetáculo.

Ela levantou, ficou de costas para mim, inclinou-se apoiando no sofá e começou a rebolar perto do meu rosto, mas sem toca-lo. Aquilo em enlouqueceu! Ela aproximava e afastava aquele rabo grande, mexendo sensualmente e procurando me olhar, perceber a minha reação. A minha vontade era de arragar aquilo, meter a boca mas estava algemado. Ela se levantou, continuou de costas e foi abaixando bem devagar… hummmm,… que visão era aquela. Ela perguntava: "Está gostando, meu cachorro está?" Respondia que estava adorando o que a minha deusa fazia comigo. Ela aproximou mais aquela bunda com a calcinha enfiadinha do meu rosto e parou. Levantou mais a lingerie para expor todo aquele espetáculo e ordenou: "Passe a língua no fio da calcinha, mas só nele". Assim o fiz, indo de cima a baixo, passando até por cima da bucetinha que já estava úmida. Ela gemia bem baixinho aumentando o tesão do momento.

Afastou-se, deu mais uma volta em torno de mim me observado e passou a esfregar a sua bunda pelo me rosto. Passava por todo ele mas mandava eu não lamber, ficar de boca fechada. Senti toda aquela maravilha pelo meu rosto! Então me mandou sentar no sofá começou a esfregar a bunda no meu pau, que ja estava duro. Esfregava, rebolava, bem sensualmente; desci no saco, colocava meu caralho entre as nádegas e tirava. Depois que ele estava bem duro ela se aproximou e começou a lambê-lo! Ficou um tempo na glande e parou indo na minha direção. Me segurou pelo queixo, abrindo a minha boca e deixou escorrer a sua saliva na minha língua. Em seguida passou a língua pelos meus lábios para eu sentir o gosto do meu próprio pau. Ela estava saindo-se maravilhosamente bem nesse papel.

Ela então me mandou deitar no chão, tirou a calcinha sensualmente e passou a esfrega-la pelo meu rosto dizendo:

- Sente o cheiro da sua deusa, sente! Cachorrinho. Então sentou no meu rosto fazendo com que eu lambesse exclusivamente o seu cuzinho. Ela manejava de tal forma que eu me concentrava nele e ela começou a gemer e a xingar igual a uma desvairada!!!

- Vai cachorro, vai. Lambe esse cuzinho, lambe. Lambe essa sua deusa puta, vai!! Huummm…. gostoso, filho da puta!!! Nunca a ouvi perder a linha desse jeito!!!
Depois disso ela começou a passar a sua buceta pela minha cara!!! Deste o queixo até os olhos se detendo um pouco na minha boca!!!! Naquele frenesi ela gozou gritando e xingando mais ainda!!!

Ela tirou as minhas algemas e mandou eu em lavar; prontamente a obedeci. Quanto voltei ela estava no quarto com uma taça de vinho na mão sentada na beira da cama, nua de salto… que visão! Chegando ali ela mandou-me ajoelhar na frente dela, abrir a boca e despejou vinho nadinha boca molhando meu rosto. Levantou-se, posicionou a buceta em cima do meu rosto e fez escorrer o vinho por ela caindo em cima de mim. Então se virou de costas posicionando o seu rabo perto do meu rosto e derramou o vinho que escorria entre suas nádegas na minha boca. Eu abri mais a sua bunda e o vinho foi passando bem pelo cuzinho, descendo na buceta e chegando na minha boca saborosamente.

Tatiana então me mandou ficar de quatro e empinar a bunda. Ao fazê-lo mandou eu abrir bem ela e jogou um pouco de vinho no meu rabo. Aproximou-se e lambeu bem o meu cu sorvendo todo o vinho ali. Então posicionou-se de modo a encaixar a buceta e passou e esfregar o clitóris no meu rabo até ficar bem excitada.

Ela então falou:

- Está na hora de você fazer o seu papel de macho. Mandou-me deitar na cama e sentou no meu caralho me cavalgando. Ela subia e descia, passando a mão pelas próprias coxas gemendo bem gostoso. Descia e rebolava de vez em quando me xingando:

- Isso, garanhão… adoro sentir esse seu cacete - Eu ia começar a falar e me mandou ficar quieto, pois só falaria quando ela mandasse. Ela se mexia olhando para o meu corpo, olhava pra trás para ver o próprio quadril se movimentando, admirava o próprio corpo naquela dinâmica maravilhosa. Ela colocava o dedo médio na minha boca, acariciava meus mamilos, me deixava muito excitado ali. Mas eu ali não era nada, apenas fonte de prazer para a minha deusa!

Ela saiu de cima, pegou mais uma taça de vinho e voltou a me cavalgar com ela na mão. Aquilo era uma visão de fato divina: ela trepando lentamente, tomando vinho, de olhos fechados, sentido tudo aquilo como se hipnotizada. Então ela sorveu o terceiro gole e aproximou a sua boca da minha e derramou o vinho nela. Bebi tudo sentindo um gosto maravilhoso. Ela mudou a posição, novamente sentando no meu pau mas de costas para mim. Ela pegou a garrafa de vinho, abandonando a taça e começou a subir e descer tomando no gargalo!!!!! Meu Deus!! Aquilo era cena de filme. Após terminar a garrafa ela ficou de quatro e disse:

- Vem, fode a sua deusa!

Me encaixei nela e comecei a bombar bem devagar. Ela então, virou o seu rosto para trás e ordenou com raiva:

- Mete igual homem, porra!! Me fode direito, escroto!!! Soca!!! Soca!!!!

- Endoideci com aquilo e não me contive mais!!! Soquei aquela filha da puta com toda força que eu podia. Ao segurar o cabelo dela ela falou:

- Isso…agora sim está parecendo homem de verdade!!!

E continuei estocando fortemente, ela só não indo mais para frente porque a segurava pela crina. Eu espalmava aquele rabo bem alto. Ela urrava!!! Parecia um animal!!! Nunca a vi desse jeito… não era mais mulher, era fêmea na plenitude.
Depois de um tempo ela saiu da posição e mudou radicalmente: virou para mim, ambos ajoelhado na cama, aproximou-se ternamente, bem meiga, passando os dedos pelo meu tórax suado, costelas chegando ao meu rosto, acariciou-o e, olhando nos olhos com a cara mais meiguinha possível pediu:

- Amor… quero dar para você algo que ainda não dei. Como o meu cuzinho? Respondi:

- Claro meu amor.

- Faz com carinho tá? Ele é apertadinho, mas quero muito dar ele pra você. Dizendo isso, passou os braços pelo meu pescoço e me deu um beijo apaixonado - era a primeira vez que nos beijamos naquele dia. Ficamos naquilo mais um pouco trocando elogios carinhosos para ela, então, pegar um KY e se posicionar. Eu lambi o seu rabinho, passei o gel e, primeiro, enfiei um dedo, bem devagar. Depois então posicionei meu pau e comecei a penetração. De fato era apertadinho mais entrou. Fiquei socando bem devagar com ela gemendo de prazer. Ela se masturbava ao mesmo tempo facilitando o processo. Falei que ia gozar e ela disse:

- Amor, goza tudo na minha boca.

Tirei a camisinha, ela se virou para mim ajoelhada e de pé mirei o meu pau em sua boca abertinha. Quando veio consegui jogar tudo nela que engoliu tudo e ainda lambeu o pau ao final para que não ficasse nada. Que cena linda!!!!
Nos beijamos gulosamente e adormecemos ali juntinhos um do outro.

Autor: Escorpiano Discreto
Fonte: casadoscontos.com.br
O patrão ficou maluco!
Cupom de desconto do novo parceiro do ProjetoPornô: P10D2AAP
Acesse www.produtosimportadosbr.com.br e aproveite o nosso desconto!


views 2748


tags:

fantasias 

fetiches 

inversão 

papéis 

troca 

submissão 

dominadora 

heterossexual 

empresa 

xingando 

escravo 




Novidades:




  Contos Eróticos Relacionados

Amigo, professor, médico tarado

E ele começou a meter mais rápido. De ladinho é minha posição preferida. Indescritível a sensação boa...

views 1884

Eu e o meu negão

Meu nome é karina, sou morena, de cabelos curtos. Conheci o marcos é um site de relacionamento, e em poucas horas já estavamos...

views 1896

Mil acasos me levam á você. Parte 8

Fomos caminhando e já perto da praia começou a chover novamente, avistamos uma lanchonete e eu e Fernando...

views 1557

Mil acasos me levam á você. Parte 3

Fernando estava desesperado, me pedindo pelo amor de Deus para não fazer isso com ele, que eu não podia...

views 1646

Será que ela quer dar pra outro ?

Quero ver aquele rabão enterrado e rebolando suavemente numa piroca de outro homem...

views 2642
 
 
Parceiros & Links Recomendados Recomendados!

1. 2. 3. 4. 5.
6. 7. 8. 9. 10.
11. 12. 13. 14. 15.
16. 17. 18. 19. 20.
21. 22. 23. 24. 25.
26. 27. 28. 29. 30.
31. 32. 33. 34. 35.
Videos De Putaria     KiNovinhas     http://www.rodiziodegatas.net/     CNN Sexo     xvideos porno     Novinha Tesuda

> Xvideos Pornos        > Só Putinhas        > Brasileiras Putas        > Mulheres a foder

> Comendo sua Mãe        > Gatas Quentes        > Portal da Putaria        VAZOU NO WHATSAPP


*ATENÇÃO: Clique aqui para entrar em contato conosco para denunciar um site acima que tenha conteúdo ilegal/malicioso ou contaminado!
> Clique Aqui e cadastre-se para se tornar um Parceiro do Projeto Pornô® <
 
 
    porno     pornô     videos porno     fotos eroticas     sexologia     contos eroticos     gostosas     novinhas

    amadora     xoxota     buceta     atriz porno famosa     sexo oral     bunda     traição     bundas

    xoxota     sexo oral     putaria     bucetas     porno    bucetinhas    contos eróticos
 
Violência Contra a Mulher: DENUNCIE! Todos Contra a Pedofilia!
Site Proibido Para Menores de 18 anos! Site Proibido Para
Menores de 18 anos!
Copyright © ProjetoPorno.com.br, Todos Direitos Reservados  -  Contato   Retirar Conteúdo
Melhor Visualizado na resolução: 1024 x 768 px.