(Fechar X)
Promoção Produtos Importados Br
Projeto Pornô
Publicidade1
Projeto Pornô
   
Comprar Produtos Adultos Importados (Embalagem Discreta)
Home
Vídeos
Fotos
Artigos
Contos Eróticos
Anuncie Anuncie
Parceria Parceria
Home   

Contos Eróticos

  

Anal

Contos Eróticos  

Dando o cuzinho de presente de dia dos namorados

  Tamanho da Fonte:
Diminui Tamanho Fonte -    Aumenta Tamanho Fonte+
Imprimir Imprimir

Essa é uma história real de uma ex esposa pudica e recatada. Agora, uma puta com louvor.

No meu primeiro conto, apresentei-me. Falei da minha criação rígida e dos meus problemas sexuais que só foram resolvidos depois de 13 anos de relacionamento – com o mesmo homem - nunca tive outro.

Dos 8 anos que estamos casados, pelo menos nos últimos 4, meus ouvidos são alvo de uma conversa maçante que gerou várias discussões: “amor, se tu não funciona na frente, me dá o traseiro”. A resposta era sempre a mesma: “Não, nunca, jamais, em tempo algum e não se fala mais nisso!” Mas o assunto era quase que diário.

Então, ele mesmo foi se informar na internet sobre o assunto. Explicou-me como era, que tínhamos que começar devagar, colocar um anestésico e com o tempo acostumava. “Não adianta, nada vai me fazer mudar de idéia, desista!”

Na tentativa de melhorar nossa vida sexual, que ia de mal a pior, visitamos um sex shop online e fizemos algumas comprinhas. Uma fantasia bem simples, com fio dental e sainha, um vibrador e o tal gelzinho anestésico.

A primeira tentativa foi um desastre. A gente só colocou o gel por fora. Ele colocou o dedo no meu cuzinho, até aí tudo bem... Mas quando introduziu aquele membro de 19 cm e tentou começar qualquer movimento a minha reação foi instantânea “Tira, tira, tira”. A alegria do marido acabou antes mesmo de começar. Então, naturalmente, continuei rejeitando o sexo anal. “Não insista, já tentamos e não deu certo”.


primeiro anal namorada


Depois dessa tentativa frustrada, passou um tempo (alguns meses) e aí então despertei para o sexo. Fizemos o acordo de que se eu desse a boceta bem gostoso todos os dias, marido voltaria a cozinhar para a gente (relatei no meu primeiro conto). Comecei a ler sobre sexo anal (opa, era eu me interessando? – que evolução!) e partimos para a preparação do terreno. Primeiro uma fodinha deliciosa, depois, o gel anestésico bem dentro do cuzinho e a introdução do dedo e de um vibrador pequeno. No meio da madrugada acordei com dor, desconforto abdominal, vontade de fazer o “número 2” e pensei: “porque eu inventei de fazer isso, agora estou toda errada aqui e ele dormindo, na santa paz”. Passou. Depois de uma semana, lá vamos nós apelar para o anestésico novamente. Ele introduziu o membro todo, senti um pequeno desconforto e perguntei “ta só a cabecinha, né?” E ele, muito do safado “Sim, amor, só a cabecinha”. Deixei rolar um vai-e-vem devagar, mas estava desconfortável e pedi que tirasse. Dessa vez, não houve nenhum desconforto posterior.

Chegou o dia dos namorados. Marido nem se liga em datas, aí ele me disse que estava pretendendo dormir no sítio naquela noite. “Como assim, vai me deixar sozinha no dia dos namorados?” Resolveu ficar em casa para comemorarmos da nossa maneira: sem presentes, sem jantar, só o sexo puro e genuíno.

Ele me beijou e comecei a tirar a roupa. Foi descendo até minha xaninha e deu um banho de língua nela. Lambeu tudinho, mamou gostoso o meu néctar.

Foi subindo, e plugou o cacete na minha boceta, que estava encharcada de tesão. Um vai-e-vem tão gostoso que a vontade era de ficar horas daquele jeito. Não temos nenhuma pressa de gozar, a coisa é quase tântrica. Tá, não é pra tanto. Mentira.

Ele pediu para eu me posicionar de quatro, eu respondi que esperasse só um pouquinho, porque estava gostoso demais, muito mesmo... então ficamos mais alguns minutos curtindo a delícia de penetrar e ser penetrada (como levei tanto tempo para entender isso?).

Me posicionei de quatro, rabão pra cima, vibrador a postos e ‘voilà’. Meteu na minha xaninha quente de tesão. O vibrador no clitóris é peça chave para um prazer completo. Como sou pequena e marido tem um caralho grande, essa posição dói um pouco, mas é extremamente prazerosa. O vibrador mascara e apimenta essa dor. O gozo vem rápido e galopante. “Mas é uma puta mesmo, como assim, com dor goza mais rápido?” (Sempre foi assim, na época que o sexo era martírio, mal ele introduzia o membro e em poucos segundos eu gozava. Sem graça total.).

Marido pode passar muitas horas trepando, curtindo a mil e goza só no final. O passar dos anos melhora o sexo, isso não tenho sombra de dúvida.

Chegou a parte do cuzinho. Abri bem e ele pingou algumas gotas do gel anestésico lá dentro.

Colocou um lubrificante e mandou ver. Dessa vez, tudo tão diferente. Foi gostoso, não teve dor. A minha peça chave (leia-se vibrador), estava massageando meu clitóris enquanto ele arrombava a porta dos fundos. Bota-tira, tira-bota. “Ai, delícia”. Tirava todo e recolocava. Fazia movimentos lentos e outros rápidos. E eu ali, em êxtase, rebolando com o cacete enfiado no meu cuzinho. Isso era real? Me belisca! Eu estava delirando de tesão com um membro no meu rabo. Nem preciso falar sobre o meu homem, né? Estava nas nuvens. Gozamos intensamente no mesmo instante. Estávamos em total sintonia e no dia dos namorados eu dei o maior e melhor presente que ele poderia imaginar. Porque junto do prazer em estar comendo meu cuzinho, veio a certeza de que eu o amo de verdade e estou total entregue a esse homem, como uma puta bem safada.

E mais uma vez aprendi que não devemos dizer a palavra nunca. Ela é forte demais para uma vida curta.

Se você leu meu conto, dê uma nota e comente. Quero ler sua opinião.

Autor: Gaúcha Casada
Fonte: casadoscontos.com.br
O patrão ficou maluco!
Cupom de desconto do novo parceiro do ProjetoPornô: P10D2AAP
Acesse www.produtosimportadosbr.com.br e aproveite o nosso desconto!


views 4502


tags:

anal 

cu 

cuzinho 

presente 

namorados 

casal 

ex 

esposa 

marido 

sex 

shop 

heterossexual 

vibrador 

dor 

bunda 

rabo 

d4 

xaninha 

clitoris 

anestesico 




Novidades:




  Contos Eróticos Relacionados

Dei meu cu e gostei

Ele abria minha bunda para facilitar e eu ia forçando minha bunda para traz até que...

views 6353

Festa de Carnaval

Era baile de Carnaval na cidade natal do meu marido. Cidade do interior com típico baile...

views 3168

Que Delícia Acordar assim

No meio da madrugada eu despertei e senti que o pau dele estava bem duro. Não resisti, eu já...

views 2977

Meu Cu Inundado De Porra.

Na minha bolsa estava o KY, passei em mim e depois no mastro do Genivaldo, muito gel, e minha mão punhetou um...

views 3484

Comi a Ex-esposa do meu Primo

Eu a joguei na cama e já cai de boca na buceta e abraçando aquela bundona perfeita, enfiei a língua...

views 5013
 
 
Parceiros & Links Recomendados Recomendados!

1. 2. 3. 4. 5.
6. 7. 8. 9. 10.
11. 12. 13. 14. 15.
16. 17. 18. 19. 20.
21. 22. 23. 24. 25.
26. 27. 28. 29. 30.
31. 32. 33. 34. 35.
Videos De Putaria     KiNovinhas     http://www.rodiziodegatas.net/     CNN Sexo     xvideos porno     Novinha Tesuda

> Xvideos Pornos        > Só Putinhas        > Brasileiras Putas        > Mulheres a foder

> Comendo sua Mãe        > Gatas Quentes        > Portal da Putaria        VAZOU NO WHATSAPP


*ATENÇÃO: Clique aqui para entrar em contato conosco para denunciar um site acima que tenha conteúdo ilegal/malicioso ou contaminado!
> Clique Aqui e cadastre-se para se tornar um Parceiro do Projeto Pornô® <
 
 
    porno     pornô     videos porno     fotos eroticas     sexologia     contos eroticos     gostosas     novinhas

    amadora     xoxota     buceta     atriz porno famosa     sexo oral     bunda     traição     bundas

    xoxota     sexo oral     putaria     bucetas     porno    bucetinhas    contos eróticos
 
Violência Contra a Mulher: DENUNCIE! Todos Contra a Pedofilia!
Site Proibido Para Menores de 18 anos! Site Proibido Para
Menores de 18 anos!
Copyright © ProjetoPorno.com.br, Todos Direitos Reservados  -  Contato   Retirar Conteúdo
Melhor Visualizado na resolução: 1024 x 768 px.