(Fechar X)
Promoção Produtos Importados Br
Projeto Pornô
Publicidade1
Projeto Pornô
   
Comprar Produtos Adultos Importados (Embalagem Discreta)
Home
Vídeos
Fotos
Artigos
Contos Eróticos
Anuncie Anuncie
Parceria Parceria
Home   

Contos Eróticos

  

Traição

Contos Eróticos  

Comendo a GORDINHA GOSTOSA

  Tamanho da Fonte:
Diminui Tamanho Fonte -    Aumenta Tamanho Fonte+
Imprimir Imprimir

Conheci Dorinha no serviço . Durante um projeto numa cidade do interior , fomos em duas equipes, eu e Dorinha eramos os mais velhos.

Ficamos hospedados no mesmo hotel e quando dava, almoçavamos juntos, um pequeno grupo alegre, eu, Dorinha, tres meninas e dois rapazes.

Dorinha era uma gordinha casada , muito falante e bonita. Não era nem muito jovem, nem especialmente bonita, era uma mulher muito doce e muito atenciosa, logo ficamos amigos , ela era muito inteligente e era agradável conversar com ela.

Nunca tiveramos a oportunidade de ficarmos a sós, nenhum de nós, era muito trabalho e faltaram oportunidades.

Um dia, todos tiveram folga. Todos, não... , eu e Dorinha tivemos que trabalhar num relatório complicado com pessoas de outras equipes. Não vou detalhar muito isso, porque não interessa. O importante é que nesse dia, almoçamos juntos, eu e ela e nos conhecemos melhor, finalmente, falando sobre vários assuntos.
Á tarde, eu levei serviço pro hotel e após tomar banho, fui trabalhar e então lembrei que Dorinha tinha ficado com um pen drive importante pra mim. Liguei para o seu quarto e ela me pediu prá ir lá buscar.

Quando abriu a porta eu não contive um olhar de espanto e admiração.
Dorinha tinha acabado de sair do banho, ainda tinha os cabelos molhados e estava de bermuda de lycra e uma blusa de alcinha . Até então eu só a havia visto com roupas largas, terninhos sociais,nada que revelasse seu corpão sensual. Eu não podia parar de olhar suas coxonas, coxas grossas e através da blusa um par de seios grandes. Além é claro, dos braços e ombros fartos, lindos.

Nem sei como conseguir prestar atenção ao que ela estava dizendo, enquanto me entregava o pen drive : " Desculpa não ter ido levar até o seu quarto, Gabriel, estou muito cansada, estou com preguiça até de dar um passo." Ingenuamente, pediu desculpas pela roupa que estava usando, pois estava se preparando prá dar uma cochilada.

Eu também estava de bermuda e camiseta e disse a ela que aquilo não importava. Meu olhar a comia com os olhos, fui ficando com muito tesão. Suas coxas e seus pés bem feitos, simetricamente perfeitos, com os peitos dos pés gordinhos me fascinavam.

Sem raciocinar muito , disse a ela : " deixa eu fazer uma massagem nos seus pés ".

Ela me olhou sem entender muito bem e disse que não precisava, mas eu já a tinha convencido a sentar-se na cama e já estava ajoelhado em frente a ela, pegando um dos seus tesouros nas mãos .

Comecei a massagear , seu pezinho era lisinho e gostoso de tocar.
Com carinho e um pouco de pressão, massageei seus dedinhos lindos e gordinhos por um bom tempo, todos eles, um por um, nos dois pés. Subia pelo peito do pé e apalpava a canela, a batata da perna, eu estava adorando..

"Meus pés são feios, ela disse, são gordinhos "

" São lindos , Dorinha, macios ..tá gostando da massagem ? "

" Tô, ela disse apenas.

Continuei a massagear , sentindo dedinho por dedinho, a sola, o peito gordinho e macio.

Nessa hora eu já estava bastante excitado.... toquei com firmeza a sola dos pés. .. .. como era macio...

Esfreguei sem pressa o vão de cada um dos dedos. Olhei firmemente em seus olhos , brilhavam, quis dizer alguma coisa mas entendi que palavras iriam estragar aquele momento mágico. Ela também não disse nada, apenas acompanhava com os olhos os meus movimentos.

Nem sei por quanto tempo fiquei massageando e acariciando aquelas delícias. Quando acabei, instintivamente, dei um beijinho no seu pé .

Ela me olhou e disse "obrigada, estava muito bom ".. Senti que Dorinha me olhava com um olhar, misto de curiosidade, perplexidade e de "quero mais ", então eu disse prá ela se deitar de costas que eu ia fazer uma massagem nela.
Ela disse que não precisava , mas não foi muito convincente.

Perguntei se ela tinha creme hidratante e toalhas , ela disse onde estava.
Pedi prá ela tirar a blusa e deitar de barriga prá baixo, enquanto eu ia buscar . Ela hesitou, mas obedeceu.

Quando voltei, meu pau latejava dentro da bermuda vendo aquela deliciosa gordinha, na cama, prestes a ser tocada por mim. A bermuda de lycra revelava os contornos da bundona bem feita.. Ela era muito gostosaaaaa....

Desliguei a luz, ficando acesa apenas a luz do abajur.

Eu menti descaradamente e disse a ela que sabia fazer massagem, que tinha cursos e que já havia trabalhado profissionalmente com isso. Ela também me mentiu descaradamente e disse que já tinha ouvido algumas pessoas no Banco comentarem isso.

Pedi permissão mas antes que ela disesse alguma coisa, soltei o soutien, deixando-a com as enormes e apetitosas costas nuas. Espalhei o creme nas suas costas , comentando com ar profissional um monte de mentiras sobre massagens.
Comecei pelos ombros, apalpando, alisando e apertando, sentindo cada centimetro de sua pele. Eu me senti embriagado, comecei a perder a noção de tudo, nestas situações, em poucos minutos saio da terra, esqueço de tudo, é como se fosse transportado para outro lugar. Fiquei muito tempo apalpando e alisando seus ombros, braços e nuca e desci pelas suas costas, costelas, cintura, com mãos firmes e pressionando delicamente, quase como uma carícia. Eu estava tonto de tesão..

Perguntei se estava bom e Dorinha disse que estava uma delícia..

Quando terminei as costas , fui tirando a sua bermuda, alegando que precisava massagear suas pernas e coxas. Ela protestou, então eu coloquei uma toalha sobre sua bunda e assim a convenci a me deixar tirar a bermuda. Eu tremia de desejo , ao descer a bermuda e revelar as coxas grossas e nuas.

Coloquei creme nas suas pernas e coxas e repeti o procedimento nas pernas, na barriga da perna … na parte interna das coxas… as mãos iam deslizando com o creme hidratante… e acabavam cada vez mais perto da calcinha, enfiando a mão por dentro da toalha. Demorei mais do que o necessário apalpando e alisando aquela região interna das coxas perto da xoxota, me deliciando ate que ouvi um discreto suspiro.

Pedi prá Dorinha virar de frente, dizendo que tinha que terminar a massagem nas coxas.

Instintivamente, Dorinha segurou o soutien, que estava solto na costas e colocou a toalha cobrindo a calcinha,deitando de barriga pra cima.. Pedi que fechasse os olhos e relaxasse.

gordinha peitudaEspalhei creme nas pernas e coxas e continuei massageando, apertando e apalpando e alisando as coxas, deslizando os polegares prá perto da virilha. Cheguei a sentir o tecido da calcinha. Meu pau deu um pulo dentro da cueca.
Espalhei creme pela barriga e no peito, subindo para entre os seios. Dorinha não reclamou quando tirei o soutien, colocando outra toalha sobre os peitões. Aí me deliciei, fazendo massagem ali, contornando os seios. Até que minhas mãos escorregaram pelos seios, apalpando, por cima da toalha, com mãos firmes cheias de tesão. Dorinha não disse nada e eu continuei, por um bom tempo indo e vindo sobre seus seios com as palmas das mãos.

Do peito, escorreguei pelos seus braços, suas mãos, peguei na sua mãozinha, levei até minha boca e dei um beijinho nela.

Insandecido, tarado como estava, beijei muito a sua mão e comecei a chupar os dedinhos, um por um, com muito tesão, olhando-a . Ela só me olhava, sem dizer nada, deixando-se acariciar.

Ajoelhei-me ao lado da cama e da mão , passei a beijar seu braço, ombro, até chegar bem perto do seu rosto , onde beijei desde a sua face, olhos, queixo e boca. Estava quase sufocando Dorinha com meus beijos , eu estava quente de tesão, minha bermuda quase não suportava mais o volume da minha rola.
Beijei e chupei o pescoço dela, enquanto invadia sua calcinha com meus dedos famintos.

Abri a mão e apertei a buceta dela inteira, queria sentir aquele muco na minha mão. Passei o meu dedo na sua fenda, deixando ele bem molhado, enquanto devorava sua lingua.

Foram muitos beijos, alternados com chupadas nos seios , enquanto eu a masturbava lentamente. .

Depois fui descendo, passeando com beijos, chupões e lambidas por todo o seu corpão.

Chupei muito os seus joelhos, coxas, pernas, virei-a de costas prá mim de novo, lambendo e beijando desde a nuca até sua cinturona.

Arranquei sua calcinha num gesto quase bruto de tanto tesão, pegando em sua cintura e levantando sua bundona até que ela ficasse de quatro , então enfiei a língua em sua buceta e depois em seu cuzinho, me deliciando com suas entranhas. Fiquei chupando sua buceta assim, com ela de quatro , apertando suas nádegas, devorando sua xoxota, até que ela disse, bem baixinho :" delicia, vem, quero te sentir dentro de mim.."

Ao ouvir ela querendo ser penetrada, tirei a roupa, puxei-a pelos pés até a sua bunda chegasse na ponta da cama, seus pés chegaram ao chão e ela ficasse debruçada com a bunda empinada prá mim.

Então enfiei a cabecinha na sua vagina por trás, e empurrei devagar. Ela dizia :" devagar, amor, ai, seu pau é muito grosso.." Empurrei, puxando-a pela cintura de encontro a mim, até entrar inteiramente nela, sentindo minhas bolas batendo no seu rabo.

Falei um monte de bobagem no ouvido dela, e comecei um forte movimento de entrar e sair com bastante força, estocando firme, alternando entre rápido e devagar, enquanto amassava os peitões dela na cama.. Fodi Dorinha assim por um bom tempo, então ela pediu pra ficar por cima.

Deitei-me na cama, com a vara apontada para o teto e ela abriu as pernas e veio descendo, até sua xaninha gulosa engolir e sumir com meu caralho. Dorinha começou a cavalgar , contraindo a xoxota, apertando meu cacete, rebolava feito louca, e começou a masturbar o grelinho gemendo deliciosamente. Parei de estocar debaixo pra cima e deixei que apenas ela se contorcesse sobre o meu pau enquanto ela se tocava.

Eu comia Dorinha com vontade, ela queria beijo, chupões no pescoço, nos seios e se masturbava com o meu pau todo dentro dela.

Então pude ouvir : aiiii, vou gozar, vou gozar...

Sai de dentro dela e pedi pra ela gozar na minha boca...

Me posicionei no meio das suas pernas bem abertas, abri bem a sua bucetinha e percorri ela inteira com a língua, chupei o clitóris inchadinho ... Ela gemia e se contorcia. Eu não parei , enfiei a língua lá dentro, e depois lambi ela inteira, até a virilha. Enfiei dois dedinhos , adorei senti-la contraindo meus dedos . Dedei e chupei ela até ela gemer bem alto, puxar o meu cabelo, e gozar na minha boca .. gemendo bastante .

Ela ficou meio estática na cama, recuperando o folego.

Com ela ainda toda melada, meio mole, com o corpo quente e o rostinho afogueado, deitei-me sobre ela, beijando a sua boca, o meu pau duro, de um jeito natural, encostou na sua xaninha, a cabecinha roçava seu clitoris, nessa altura, bem inchado.

Ela pediu pra eu ficar roçando e enfiar bem lentamente.

Rocei o meu pau naquela xaninha quente enquanto segurava os seus peitões e a beijava na boca. Depois de um tempo assim ela pediu pra eu meter. Não pensei duas vezes e comecei a esfregar o meu caralho no grelinho dela bem devagarzinho. Ela começou a gemer ..

Fiquei louquinho e enfiei de uma vez. Ela me pediu pra deixar o meu pau lá dentro que era pra poder senti-lo dentro da sua buceta. Ela dizia que assim tava sentindo tesão de novo.. Pediu muitos beijos, muitos chupões no pescoço, até me dizer que estava pronta prá gozar de novo. Com o cacete dentro dela, deitei-me sobre o seu corpo , rebolando lentamente enquanto a beijava mais um pouco. Algum tempo depois comecei o vai-e-vém. No início, devagar pra não gozar rápido, mas depois aumentei o ritmo. Ela controlava a situação de modo que gozasse primeiro. Depois de uns 20 minutos ela começou a gemer feito uma cadela no cio. Pirei quando ela soltou o primeiro grito de prazer. --too goozaandooo, ..Delirei. Eu não estava mais conseguindo segurar meu tesão, então decidi que era hora de gozar também. Algumas estocadas mais fortes e eu senti as primeiras contrações. Então fui eu que comecei a gemer e quando veio o orgasmo urrei feito um leão. Ela adorou..

Esporrei como louco na bucetona dela.. Ela não me deixou tirar o pau de dentro dela e ficamos nos beijando, até meu pau amolecer..

Depois fomos tomar banho juntos.. namoramos um pouco e dormimos.

De madrugada ela me acordou , dizendo que queria mais ..

Autor: Gabriel
Fonte: casadoscontos.com.br
O patrão ficou maluco!
Cupom de desconto do novo parceiro do ProjetoPornô: P10D2AAP
Acesse www.produtosimportadosbr.com.br e aproveite o nosso desconto!


views 5436


tags:

traição 

adultério 

gordinha 

gorda 

gostosa 

colega 

simpática 

peituda 

safada 

mamando 

seios 

vaginal 

masturbando 

punheta 

gemendo 

orgasmo 




Novidades:




  Contos Eróticos Relacionados

Duro aguentar, mas não comi a mulher do meu amigo!

Tentava em vão afastar pensamentos pecaminosos de desejos pela mulher do amigo. A rola insistia em ficar ereta...

views 2792

A MULHER INFIEL

Sem dizer nada, mecanicamente, ela abocanhou o pau do namorado, que estava de pé, e com movimentos rápidos...

views 6225

Virei o lanchinho do cunhado

Meteu a vara com gosto em mim, eu gemia e pedia mete cunhado, mete. E ele só me dizia: toma...

views 4988

Meu cunhado me comeu gostoso

Esperei ele se deitar, arranquei sua cueca e
perguntei se podia chupá-lo um pouco...

views 6633

MARIDO FLAGRA ESPOSA EM CAMERA OCULTA

Atenção, todos os homens casados, comprem logo uma câmera escondida, vocês nem imaginam o que suas esposas...

views 18882
 
 
Parceiros & Links Recomendados Recomendados!

1. 2. 3. 4. 5.
6. 7. 8. 9. 10.
11. 12. 13. 14. 15.
16. 17. 18. 19. 20.
21. 22. 23. 24. 25.
26. 27. 28. 29. 30.
31. 32. 33. 34. 35.
Videos De Putaria     KiNovinhas     http://www.rodiziodegatas.net/     CNN Sexo     xvideos porno     Novinha Tesuda

> Xvideos Pornos        > Só Putinhas        > Brasileiras Putas        > Mulheres a foder

> Comendo sua Mãe        > Gatas Quentes        > Portal da Putaria        VAZOU NO WHATSAPP


*ATENÇÃO: Clique aqui para entrar em contato conosco para denunciar um site acima que tenha conteúdo ilegal/malicioso ou contaminado!
> Clique Aqui e cadastre-se para se tornar um Parceiro do Projeto Pornô® <
 
 
    porno     pornô     videos porno     fotos eroticas     sexologia     contos eroticos     gostosas     novinhas

    amadora     xoxota     buceta     atriz porno famosa     sexo oral     bunda     traição     bundas

    xoxota     sexo oral     putaria     bucetas     porno    bucetinhas    contos eróticos
 
Violência Contra a Mulher: DENUNCIE! Todos Contra a Pedofilia!
Site Proibido Para Menores de 18 anos! Site Proibido Para
Menores de 18 anos!
Copyright © ProjetoPorno.com.br, Todos Direitos Reservados  -  Contato   Retirar Conteúdo
Melhor Visualizado na resolução: 1024 x 768 px.