(Fechar X)
Promoção Produtos Importados Br
Projeto Pornô
Publicidade1
Projeto Pornô
   
Comprar Produtos Adultos Importados (Embalagem Discreta)
Home
Vídeos
Fotos
Artigos
Contos Eróticos
Anuncie Anuncie
Parceria Parceria
Home   

Contos Eróticos

  

Casual

Contos Eróticos  

Agarrada com prazer

  Tamanho da Fonte:
Diminui Tamanho Fonte -    Aumenta Tamanho Fonte+
Imprimir Imprimir

Agarrada com prazer
Fonte Foto: amateurindex.com
Aconteceu no Carnaval de um ano que não vou citar.

Eu e uma amiga, que sempre me acompanha em festas, férias nas praias e programas divertidos, a Leninha, fomos ao baile de Carnaval do Iate Clube do Rio de Janeiro. Melhor, impossível. Leninha tem corpo bonito, mas o meu, ela mesma reconhece, é difícil de não ser apreciado pelos mais exigentes. Nossas fantasias, claro, eram de havaianas, são as mais frescas.

Eu estava com uma havaiana branca, biquíni mínimo por baixo e tiras da saia da fantasia com bastante espaço uma das outras, permitindo que minhas coxas, barriga e traseiro fossem vistas com facilidade. Se já estava contente, a coisa esquentou muito depois que tomamos umas caipivodcas com muito gelo, que desceram muito bem e subiram melhor ainda. Fiquei numa euforia de dar medo, e rápido fui para cima de uma das mesas, rebolando e exibindo o corpão todo, num espetáculo digno de grande estrela.

Os fotógrafos de jornais e revistas não perdoaram, foram flashes seguidos durante muito tempo, sem falar numa câmera de televisão que ficou focando minha bundinha muito tempo, que estava num assanhamento de dar medo. A medida que eu rebolava e requebrava em cima da mesa, minha excitação aumentava muito, já estava muito molhadinha e com o cuzinho louco para ganhar alguma coisa bem grande. Já confessei que adoro, amo o sexo anal, principalmente com membros grandes, mas não exagerados.

Reparei que a mesa estava mexendo demais, fiquei com medo dela quebrar por causa da farra que eu estava fazendo lá em cima, me exibindo sem a menor vergonha, excitada com o fato. A mesa tremeu mais e olhei para baixo. Era um rapaz bem novo e bonito, agarrado no pé da mesa, sentado no chão e encoberto pela toalha, mas pude ver perfeitamente que ele me olhava como um louco e tocava uma punheta furiosa, estava com o pau duríssimo e pela sua cara, quase gozando. Olhei firme para ele e rebolei mais doida ainda, estava com muita tesão, e queria ver o garoto esporrando ali mesmo naquele monte de gente. Rebolei mais pouco tempo, os seguranças do baile haviam visto toda a cena e me pegaram em cima da mesa, foram meio brutos. O pobre rapaz sumiu carregado por dois ‘armários’, enquanto os seus colegas diziam “vai para a rua, sua puta, isto aqui não é bordel não, vagabunda”, eram rudes mesmo, mas se aproveitaram como quiseram para apertar minhas coxas, bunda e passar a mão na bocetinha.

Pensei que a minha alegria tinha acabado, ia ser expulsa da festa na piscina do clube, uma vergonha, além de perder aquela oportunidade de ouro. Mas todos dizem que quando uma porta ameaça fechar, abrem duas, e foi exatamente o que aconteceu. Na mesa ao lado da que eu estava dando o meu show particular, estava um homem bonitão, talvez com pouco mais de quarenta anos. Levantou, foi até um dos seguranças, que fiquei sabendo ser o chefe, e disse que iria tomar conta de mim, que eles não se preocupassem. Devia ser muito importante, pois na mesma hora os brutamontes me soltaram, pedindo a ele, meu salvador, que me tirasse dali, haviam recebido ordens da diretoria.

Fred, seu nome, não se abalou. Segurou firme no meu braço, passamos pela multidão e saímos do recinto. Caminhamos pelas pequenas travessas que têm no clube, e vi que estávamos indo em direção à garagem dos barcos. Estava certa. Fred me deu um beijo e passou a mão no meu seio direito, apertando e acariciando o biquinho. “Para com isso, eu não quero”, falei sem muita convicção, e senti seu braço apertar mais o meu. “É assim que você me agradece?”, perguntou. E quando eu ia responder, levei mais outro beijo, tentei me afastar, ele ficou bravo e me deu um aperto maior no braço. “Vai me dar sim, putinha, vou comer você nem que seja na marra”, mas a esta altura eu já estava totalmente encharcada, corria pouco pelas pernas, estava precisando de um caralho, e agarrei o dele sem a menor cerimônia. Enorme! Duro como ferro, eu fiquei louca, enquanto ele abria sua lancha que estava guardada na garagem do clube, um luxo, tinha tudo lá dentro, mas eu só queria ver a cama, tirei a roupa toda, me agarrei naquele macho decidido, que colocava duas doses de uísque nos copos, bebeu a dele rápido, o pau ficou mais duro ainda e eu comecei a mamar furiosamente, sugando com força, como que quisesse arrancar o caralho com a sucção da boca, ele gemia, me chamava de puta, ordinária, mas não parava de me chupar e beijar todinha, estava tão tarado como eu, dizendo “nunca vi uma mulher com este corpo, vou foder tudo” enquanto eu continuava mamando seu caralho e virei a bundinha para ele. “No cuzinho, putinha? Quer me dar a bundinha, é?”. Não respondi, fiquei de quatro na cama enorme da lancha, e logo sentia a cabeça do caralho forçando a portinha do meu cuzinho largo, que estava ensopado com o suco da xaninha e facilitou a entrada do bicho, que deslizou rápido para o fundo do meu cuzinho acostumado e doido por um pau, querendo gozar com aquela tora dentro, apertando o caralhão duro, ele estava me segurando forte e fodendo cada vez com mais vigor, eu rebolava muito e já tinha gozado fraquinho uma vez, senti que estava vindo um gozo forte, muito forte, empurrei o cu de contra aquele caralho, abria com as mãos as partes da bunda para entrar tudo, estava uma loucura, eu gozeeeiiiiii muitoooooooo, que macho gostoso, sentia o caralho penetrando furiosamente na minha bunda, rebolava mais ainda, escutando “goooza, putinha, gozaaaa, que cu largo gostoso, está me deixando louuuucoo”, até que senti o jato quente de porra inundar meu cu completamente aberto para ganhar aquele pau divino, desmaiei de tão forte que foi o gozo.

Acordei com o dia claro, com carinhos e uma xícara de café feito por aquele inesquecível homem, que me salvou de uma vergonha e me deu muito prazer.

Autor: Reginha.Larga
Fonte: contoerotico.com
O patrão ficou maluco!
Cupom de desconto do novo parceiro do ProjetoPornô: P10D2AAP
Acesse www.produtosimportadosbr.com.br e aproveite o nosso desconto!


views 2907


tags:

sexo 

casual 

carnaval 

praia 

famosa 

macho 

rústico 

forte 

tarado 

safada 

putinha 

gostosa 

rebolando 

anal 

cuzinho 

gozada 

orgasmo 

caralho 

piroca 

desconhecido 




Novidades:




  Contos Eróticos Relacionados

Na fazenda da vizinha

Ao deitarmos, continuei a sugar seu mamilo, e a mordiscá-los de forma suave, ela reagindo...

views 3300

Tudo acontece em São Paulo

Assim que cheguei nos lábios, ela com um grande gemido apenas enrijeceu seu corpo, colocando minha língua...

views 1665

Velha Amizade

Abriu o zíper da calça social que ele trajava, passando a passar a língua na cabeça do pau, lambendo-o...

views 3129

Ruivíssima

Ela estava com muito tesão com aquilo, pois dava pra sentir o corpo dela esquentando, fervendo...

views 1843

MÃE, FILHA E AMIGA. Minhas três mulheres. Parte 2

Eu sozinho com aquelas três mulheres, a Viviam que já comia , com uma mini-saia mostrando sua lindas pernas...

views 5535
 
 
Parceiros & Links Recomendados Recomendados!

1. 2. 3. 4. 5.
6. 7. 8. 9. 10.
11. 12. 13. 14. 15.
16. 17. 18. 19. 20.
21. 22. 23. 24. 25.
26. 27. 28. 29. 30.
31. 32. 33. 34. 35.
Videos De Putaria     KiNovinhas     http://www.rodiziodegatas.net/     CNN Sexo     xvideos porno     Novinha Tesuda

> Xvideos Pornos        > Só Putinhas        > Brasileiras Putas        > Mulheres a foder

> Comendo sua Mãe        > Gatas Quentes        > Portal da Putaria        VAZOU NO WHATSAPP


*ATENÇÃO: Clique aqui para entrar em contato conosco para denunciar um site acima que tenha conteúdo ilegal/malicioso ou contaminado!
> Clique Aqui e cadastre-se para se tornar um Parceiro do Projeto Pornô® <
 
 
    porno     pornô     videos porno     fotos eroticas     sexologia     contos eroticos     gostosas     novinhas

    amadora     xoxota     buceta     atriz porno famosa     sexo oral     bunda     traição     bundas

    xoxota     sexo oral     putaria     bucetas     porno    bucetinhas    contos eróticos
 
Violência Contra a Mulher: DENUNCIE! Todos Contra a Pedofilia!
Site Proibido Para Menores de 18 anos! Site Proibido Para
Menores de 18 anos!
Copyright © ProjetoPorno.com.br, Todos Direitos Reservados  -  Contato   Retirar Conteúdo
Melhor Visualizado na resolução: 1024 x 768 px.